LEIA ANTES DE ACESSAR O CONTEÚDO

Este blog tinha como objetivo, apenas de ser um complemento para alunos do ensino médio, no que refere as Ciência Humanas AGORA também estaremos postando aulas com assuntos das Ciências Natureza (Biologia, Química e Física).


10/08/2013

O ESPAÇO GEOGRÁFICO: ENSINO E REPRESENTAÇÃO 3ª (Parte)



3) Relações Espaciais Projetivas e Euclidianas

O aparecimento da perspectiva traz uma alteração qualitativa na concepção espacial na criança, que passa a conservar a posição dos objetos e a alterar o ponto de vista até atingir as Relações Espaciais Projetivas.
Isso ocorre juntamente com o surgimento da noção de coordenadas que situam os objetos uns em relação aos outros e englobam o lugar do objeto e seu deslocamento em uma mesma estrutura. Isto corresponde às Relações Espaciais Euclidianas.
A organização espacial do adulto envolve perspectiva e coordenadas, de modo que é capaz de localizar-se e orientar-se usando referenciais abstratos (ver na figura 2), buscando em relações espaciais projetivas e euclidianas.


As crianças na faixa etária de 7-11 anos estão em fase de construção dessas noções. O uso de um sistema de coordenadas corresponde ao ponto principal de abstração na construção do espaço a nível psicológico. A construção das relações espaciais euclidianas implica a conservação de distancia, comprimento e superfície e a construção da medida de comprimento.
Nessa categoria encontram-se as coordenadas geográficas (paralelos e meridianos) através das quais se pode localizar qualquer ponto da superfície da terra. Devemos considerar o seguinte:
- Crianças dos 7 aos 9 anos de idade: noção de perspectiva;
- Crianças de 9 e 10 anos de idade: desenvolvem a noção de medidas e de referencias, como: altura e comprimento, horizontal e vertical. Essenciais para a construção do sistema de coordenadas;
- Após 10 anos de idade: noção de coordenadas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...