LEIA ANTES DE ACESSAR O CONTEÚDO

Este blog tinha como objetivo, apenas de ser um complemento para alunos do ensino médio, no que refere as Ciência Humanas AGORA também estaremos postando aulas com assuntos das Ciências Natureza (Biologia, Química e Física).


10/08/2013

O ESPAÇO GEOGRÁFICO: ENSINO E REPRESENTAÇÃO (2ª Parte)



2)Descentralização, Conservação e Reversibilidade

         Segundo Piaget o pensamento intuitivo se fundamenta no que a criança percebe ou naquilo que parece estar acontecendo, isso ocorre em toda situação de aprendizagem que a criança realiza em seu meio. É através desse “processo intuitivo” que a criança começa a se dar conta de que muitas vezes os seus referenciais não correspondem ao que realmente acontece e então a criança começa a não ver mais tanta precisão em seus referenciais para se localizar e/ou se orientar. Ela que antes usava seu próprio corpo como referencial, passa a lançar Mão de outros meios, percebendo que isso não altera a localização do objeto; passa então a relacionar os objetos espacialmente fazendo a coordenação de diferentes pontos de vista ou usando um sistema de coordenadas. Esse processo é chamado de descentralização, sai do egocentrismo infantil para um enfoque mais objetivo.
Conservação e reversibilidade são dois conceitos que mostram que nessa faixa etária a relação entre objetos só é percebida em um sentido e de forma estática, a reversão das posições ainda não é percebida.
 No processo de descentralização a criança projeta um eixo sobre os objetos para localizá-los independentemente de sua posição, assumindo uma postura observadora; esse processo é gradativo, à medida que percebe que os objetos possuem partes e lados a criança concebe as estruturas espacialmente, indo além das estruturas topológicas elementares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...