LEIA ANTES DE ACESSAR O CONTEÚDO

Este blog tem como objetivo, ser um complemento para alunos do ensino médio, no que refere as Ciência Humanas.


14/02/2013

ESTRUTURA GEOLÓGICA BRASILEIRA





Objetivos da aula
1) Apresentar as principais características do arcabouço geológico brasileiro;
2) Conhecer a distribuição das grandes estruturas geológicas do território brasileiro;
3) Compreender que a estrutura geológica é a base de um território, pois corresponde à sua composição rochosa e está ligada ao surgimento de minérios metálicos;
4) Conhecer a distribuição dos minérios metálicos no território brasileiro e relacioná-los com o arcabouço geológico brasileiro.


Fala galera! tudo bem! na nossa aula de hoje vamos falar sobre um assunto muito cobrado nos vestibulares brasileiros que é a estrutura geológica brasileira! OK!! Então Vamos lá!!
 
Na aula de hoje vamos revisar um assunto que pode ser cobrado no ENEM desse ano, trata-se da estrutura geológica Brasileira. 

É muito comum nos vestibulares e no ENEM relacionarem essa parte da geografia física com o uso do espaço pelo homem e aproveitamento econômico desse tipo tipo de recurso natuarais.



(Enem): As plataformas ou crátons correspondem aos terrenos mais antigos e arrasados por muitas fases de erosão. Apresentam uma grande complexidade litológica, prevalecendo as rochas metamórficas muito antigas (Pré-Cambriano Médio e Inferior). Também ocorrem rochas intrusivas antigas e resíduos de rochas sedimentares. São três as áreas de plataforma de crátons no Brasil: a das Guianas, a Sul-Amazônica e a do São Francisco.
ROSS, J. L. S. Geografia do Brasil. São Paulo: Edusp, 1998.
 
As regiões cratônicas das Guianas e a Sul-Amazônica têm como arcabouço geológico vastas extensões de escudos cristalinos, ricos em minérios, que atraíram a ação de empresas nacionais e estrangeiras do setor de mineração e destacam-se pela sua história geológica por: 

A) apresentarem áreas de intrusões graníticas, ricas em jazidas minerais (ferro, manganês).
B) corresponderem ao principal evento geológico do Cenozoico no território brasileiro.
C) apresentarem áreas arrasadas pela erosão, que originaram a maior planície do país.
D) possuírem em sua extensão terrenos cristalinos ricos em reservas de petróleo e gás natural.
E) serem esculpidas pela ação do intemperismo físico, decorrente da variação de temperatura.
 

A alternativa correta é a letra:A

GEOGRAFALANDO COMENTA:

As regiões cratônicas das Guianas (no norte do território nacional) e a Sul-Amazônica destacam-se pela presença de ricas jazidas minerais, como o manganês explorado na Serra do Navio (AP) e o ferro na Serra dos Carajás (PA) dentre outras províncias mineralógicas exploradas na região.

 

E o que é que você precisa saber sobre esse assunto para se dá bem no ENEM?

A primeira dica (informação) conhecer e saber quais são as características gerais do arcabouço geológico brasileiro:

1ª = O território brasileiro, de um modo geral, é constituído de estruturas geológicas muito antigas. e desgastada (erodida). 

2ª = No território brasileiro encontramos apenas duas das três formas de estruuras geológicas: os escudos cristalinos (blocos cratônicos) e as bacias sedimentares. Não existem DOBRAMENTOS MODERNOS.  


3ª = O arcabouço geológico brasileiro está dividido dá seguinte forma:

64% constituído por bacias sedimentares
(há controvérsias que são apenas 60% e os 4% restante de terrenos vulcânicos como o do planalto meridional região sul e sudeste do país ) 

36% constituído por escudos cristalinos 


Essa formação ocorreu no período pré-cambriano. Ela apresenta composição diferente conforme os terrenos arqueozoicos (32% do território nacional) e proterozoicos (4% do território). No primeiro é possível encontrar rochas como o granito, gnaisses, grafita e elevações como a serra do Mar. Sua formação é a mais antiga, apresentando pequena riqueza mineral. Já nos terrenos proterozoicos, há rochas metamórficas que formam jazidas minerais (ferro, níquel, chumbo, ouro, prata, diamantes e manganês). A serra dos Carajás, no estado do Pará, é um terreno proterozoico.


4ª = Existem diferentes idades entre formas de estrutura geológicas existentes no território brasileiro .   
 
Sobre o aproveitamento econômico dos escudos cristalinos (blocos cratônicos) no arcabouço geológico brasileiro corresponde os terrenos originalizados com a gêneses das primeira rochas que formaram a superfície terrestre nas quais formaram os ESCUDOS CRISTALINOS brasileiros.  dos 36% que correspondente ao território brasileiro  dessas formações datam ao pré-cambriano(arquezóica e proterozóico ) o que significa idade acima de 570 milhões de anos.  

Era Arqueozóica: Dessa Era correspondem cerca de 32% do território brasileiro. Esses terrenos, os mais antigos do país, são constituí­dos por rochas magmáticas intrusivas ou internas (como o granito) e metamórficas (como o gnaisse) e formam o chamado Embasamento ou Complexo Cristalino Brasileiro.

Era Proterozóica: 4% são terrenos em que predominam as rochas metamórficas. Possuem grande importância econômica porque neles se localizam as principais jazidas de minerais metálicos do país. É o caso das jazidas de ferro do Quadrilátero de Ferro (MG), da Serra dos Carajás (PA) e do Maciço de Urucum (MS); das jazidas de manganês da Serra do Navio (AP); da bauxita de oriximiná (PA); da cassiterita de Rondônia.

Podemos também considerar os escudos cristalinos em dois grandes blocos: 
- o Escudo das Guianas, situado ao norte, e
- o Escudo Brasileiro, que abrange as porções central, leste e sul do país e se encontra subdividido em várias partes denominadas núcleos ou escudos propriamente (Sul-Amazônico, Atlântico, Uruguaio-Sul-Rio-Grandense).

Sobre o aproveitamento econômico das Bacias Sedimentares no arcabouço geológico brasileiro se destacam as de formação antiga eras Paleozóica e Mesozóica (o que significa entre 570 milhões e 225 milhões de anos) onde abrigam jazidas minerais usadas como fontes de energia, como o petróleo, gás natural e carvão mineral, sendo este último raro no país, aparecendo apenas em terrenos permocarboníferos (períodos carbonífero e Permiano), na região Sul do país, contudo esse minério que é extraído não possui boa qualidade, pois apresenta baixo poder calórico e quantidade de cinza elevada. Por essa razão não possui viabilidade quanto à sua utilização como fonte de energia e matéria-prima nas siderúrgicas. 

Controvérsia: embora seja encontramos em grande abundância na região Sul. É apenas as jazidas em Santa Catarina onde é realizada a maior produção de carvão, devido nessa jazida o minério ser de melhor qualidade e por isso ser totalmente aproveitado pelas indústrias siderúrgicas, geralmente localizadas na região Sudeste.

Já o petróleo está presente em quase todo o litoral brasileiro, junto a costa marítima, principalmente na bacia de Santos (SP), de Campos (RJ), no Espírito Santo, Bahia, Sergipe, Alagoas, Rio Grande do Norte, Ceará, Maranhão, Pará e Amazonas (foz do rio amazonas). Outra característica de destaque das bacias sedimentares brasileiras é que durante a era mesozóica, quando da formação da Bacia Sedimentar do Paraná, ocorreu uma intensa atividade vulcânica com extravasamento de magma, formando grande quantidade de rocha basáltica, cuja decomposição originou a terra roxa, solo extremamente fértil, que determinou a vocação agropecuária do oeste do Estado de São Paulo e norte do Paraná.


Observe os mapas que se seguem:





Exercícios de Aula:

01- No que diz respeito à estrutura geológica brasileira, considere as afirmações abaixo:

I- Há predomínio de bacias sedimentares (64% do território) cuja importância econômica está associada à exploração de jazidas de carvão mineral e petróleo.

II- O derrame vulcânico da era paleozóica que atingiu áreas das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, quando sofre a ação do intemperismo, dá origem a um solo bastante fértil, a terra roxa.

III- Há dois escudos, o brasileiro e o das guianas, onde são encontradas importantes jazidas de minerais, tais como ferro, manganês, ouro, entre outros.

São corretas as informações:

a) todas                   b)I e II           c) II apenas
d) II e III                e)III apenas

02. UEL) A estrutura geológica do Brasil é composta por:

I. Escudos cristalinos, muito antigos, de rochas rígidas e resistentes que originaram planaltos e algumas depressões, compondo 1/3 do território nacional.
II. Bacias sedimentares compostas de rochas sedimentares que originaram as planícies, planaltos sedimentares ou depressões, ocupando cerca de 64% do total do país.
III. Dobramentos modernos que originaram planaltos e relevos montanhosos, formados no Terciário, ocupando cerca de 30% do território nacional.
IV. Escudos cristalinos recentes, pouco desgastados por processos erosivos, que deram origem às formas de relevo no qual predominam os planaltos montanhosos distribuídos por quase todo o território nacional.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e II são corretas.
b) Somente as afirmativas I e IV são corretas.
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.
03. (UERJ) A crosta terrestre é formada por três tipos de estruturas geológicas, caracterizadas pelos tipos predominantes de rochas, pelo processo de formação e pela idade geológica. Essas estruturas são os maciços cristalinos, as bacias sedimentares e os dobramentos modernos. Sobre esse assunto, é CORRETO afirmar:

a) os maciços antigos ou escudos cristalinos datam da era pré-cambriana, são constituídos por rochas sedimentares e são ricos em jazidas de minerais não metálicos.

b) as bacias sedimentares são formações muito recentes, datando da era quaternária, ricas em minerais energéticos e com intenso processo erosivo; constituem 64% do território brasileiro.

c) os dobramentos modernos, resultantes de movimentos epirogenéticos, são constituídos por rochas magmáticas, datam do período terciário e são ricos em carvão e petróleo, como os Andes, os Alpes e o Himalaia.

d) as principais reservas petrolíferas e carboníferas do mundo encontram-se nas bacias sedimentares, enquanto minerais como ferro, níquel, manganês, ouro, bauxita etc. são encontrados nos maciços cristalinos; os dobramentos modernos constituem áreas de intenso vulcanismo.

04. (Uece) Tratando-se da estrutura geológica do Brasil, todas as afirmações a seguir são verdadeiras, EXCETO:

a) as grandes estruturas do país são formadas por escudos cristalinos e por bacias sedimentares
b) a parte central da Amazônia é formada por rochas que compõem uma extensa bacia sedimentar
c) recursos naturais como petróleo, gás natural e carvão mineral ocorrem nos escudos cristalinos
d) as grandes reservas de águas subterrâneas se localizam em rochas porosas das bacias e coberturas sedimentares.



05. (Ufpel 2007) Relevo é o conjunto de diferentes formas apresentadas pela superfície terrestre, as quais são definidas pela estrutura geológica a partir da combinação de ações da dinâmica externa e interna da Terra.
Com base no texto anterior e em seus conhecimentos, é correto afirmar que

a) as modificações ocorridas no relevo brasileiro devem-se à intensa atividade geológica interna no passado, como vulcanismo, terremoto e dobramentos, verificadas no Brasil.

b) considerando que planícies são relevos em construção e planaltos relevos em destruição, no caso brasileiro, não devemos levar em conta os processos que os constituíram para tal classificação.

c) o clima tipicamente quente e úmido do Brasil não condiciona os mecanismos externos de atuação do intemperismo e da erosão sobre as rochas cristalinas e sedimentares.

d) o relevo não exerce influência sobre a pecuária e as atividades agrícolas no caso brasileiro, por sua característica de baixas altitudes.

e) predominam baixas altitudes no relevo brasileiro, e isso se deve à inexistência de dobramentos modernos durante o período terciário.

06 - (Puccamp) Não, é nossa terra, a terra do índio. Isso que a gente quer mostrar pro Brasil: gostamos muito do Brasil, amamos o Brasil, valorizamos as coisas do Brasil porque o adubo do Brasil são os corpos dos nossos antepassados e todo o patrimônio ecológico que existe por aqui foi protegido pelos povos indígenas. Quando Cabral chegou, a gente o recebeu com sinceridade, com a verdade, e o pessoal achou que a gente era inocente demais e aí fomos traídos: aquilo que era nosso, que a gente queria repartir, passou a ser objeto de ambição. Do ponto de vista do colonizador, era tomar para dominar a terra, dominar nossa cultura, anulando a gente como civilização.
(Revista "Caros Amigos". ano 4. nŽ. 37. Abril/2000. p. 36).

Objeto de ambição, eis uma expressão que cabe perfeitamente quando nos referimos ao subsolo brasileiro. Explica a afirmação, dentre outras causas,

a) a extensa área de terrenos pré-cambrianos ricos em minérios.
b) a ocorrência de combustíveis fósseis no escudo cristalino.
c) a baixa altimetria, responsável pela concentração mineral.
d) a ausência de alterações geológicas desde o Mesozóico.
e) os vários períodos de glaciação durante o Cenozóico.

Fim!!!

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...