LEIA ANTES DE ACESSAR O CONTEÚDO

Este blog tinha como objetivo, apenas de ser um complemento para alunos do ensino médio, no que refere as Ciência Humanas AGORA também estaremos postando aulas com assuntos das Ciências Natureza (Biologia, Química e Física).


24/09/2017

AULA - como pode ser cobrado o tema Território na Prova do Enem. (tipo de questões por habildades)



Habilidade: H09 - Comparar o significado histórico-geográfico das organizações políticas e socioeconômicas em escala local, regional ou mundial.
Conteúdos: território e territorialidade categorias socioespaciais espaço
Fonte: UFPI
Dificuldade: Média


01 - QUESTÃO: Para a Geografia, o território “representa uma porção do espaço terrestre dominado e apropriado por uma sociedade ou por um Estado”.

Considerando essa afirmação, analise as sentenças a seguir:

I. O território é apropriação do espaço geográfico pela ação coletiva dos seres humanos.
II. É uma porção indefinida do espaço.
III. O território é delimitado por fronteiras políticas.
IV. O exercício do poder político sobre determinado espaço o transforma em território.

Condizem com este conceito as sentenças 
A) I, II e IV.
B) I, III e IV.
C) I e III.
D) I e IV.
E) II, III e IV.

Habilidade: H08 - Analisar a ação dos estados nacionais no que se refere à dinâmica dos fluxos populacionais e no enfrentamento de problemas de ordem econômico-social.
Conteúdos: território e territorialidade categorias socioespaciais enclaves descolonização do continente africano conflitos relações entre os países do mundo nova ordem mundial geopolítica
Fonte:
Dificuldade: Difícil



02 - QUESTÃO: Na matéria da Reuters, publicada em 19 de março de 2014, intitulada “Espanha aumenta segurança em enclave após invasão de imigrantes”, um imigrante mostra ao fotógrafo Jesus Blasco de Avellaneda seus ferimentos depois de pular a cerca que separa um enclave espanhol do território marroquino.


Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/mundo. Acesso: 19 de março de 2014.

Estas invasões

A) compreendem imigrantes de países como Guiné, Mali, Costa do Marfim e Togo, que poderiam dizer, descrevendo sua situação ao ultrapassarem as cercas: "Nós fizemos isso! Nós entramos na Europa", por se tratar de um enclave europeu na África.
B) envolvem imigrantes da África, que normalmente tentam passar as cercas de arame farpado dos enclaves espanhóis, como de Ceuta, cercados pelo território marroquino e pelo mar, para chegarem à Espanha continental, ficando por lá ou passeando pelo resto da Europa.
C) são impedidas, quando feitas por água, por embarcações navais europeias, já que negociações sobre uma solução mais coordenada da União Europeia apresentam grandes progressos e países como Espanha e Itália convenceram vizinhos do norte a compartilhar o fardo da maré de imigrantes.
D) têm como consequência, quando bem sucedidas, o cuidado para com os imigrantes africanos, que são alimentados, recebem roupas e são acomodados em centros especiais, construídos e mantidos para receber estes sujeitos carentes de atendimentos médico-hospitalares imediatos.
E) têm se multiplicado por terra, uma vez que o aumento de patrulhas europeias no mar desencorajou as tentativas de chegar à Europa de barco, bem como a redução de guardas europeus em solo encorajou as viagens, apesar de os riscos de morte serem altos em ambas as vias




Habilidade: H11 - Identificar registros de práticas de grupos sociais no tempo e no espaço.
Conteúdos: conflitos violência urbana território e territorialidade categorias socioespaciais relações entre os países do mundo nova ordem mundial geopolítica
Fonte: UFCG
Dificuldade: Média



03 - QUESTÃO: Leia as manchetes e o trecho de reportagem abaixo.

“Em entrevista à Agência Brasil, o padre Valdir João disse que os cerca de 1.400 agentes da sua pastoral [carcerária] não conseguem conversar com os presos sem autorização do líder de cada área [das] organizações [criminosas] nos presídios”...
Disponível em: http://www.notadez.com.br. Acesso: 30 de março de 2009.

“O PCC hoje controla mais de 90% do sistema prisional de São Paulo e grande parte dos presídios do Brasil”.
Disponível em: http://www.conjur.com.br. Acesso: 30 de março de 2009.

“Presídios de SP são controlados por 700 homens do crime organizado”.
Fonte: GLOBO ONLINE. 31 de maio de 2006.

Considerando o conceito de território e outros dele derivados, como territorialidade, desterritorialidade, reterritorialização e multiterritorialidade etc., as manchetes e trecho de reportagem acima exemplificam que
A) as prisões brasileiras se transformaram em múltiplos territórios dominados pelas organizações criminosas. Porém, esses territórios se encontram incomunicáveis com o espaço exterior aos muros das prisões.
B) o Estado se constitui como o único agente capaz de desterritorializar e reterritorializar a população carcerária no interior da maioria das prisões brasileiras.
C) a superlotação, promiscuidade, violência etc. das prisões brasileiras atuam como forte fator desterritorializador. Por outro lado, nessas prisões, inexiste qualquer situação de reterritorialização que permita a muitos presidiários recriar múltiplos territórios.
D) as múltiplas territorialidades do crime organizado no interior das prisões brasileiras tornaram desnecessárias as ações de controle e de disciplinamento da população carcerária pelo Estado.
E) as prisões do Brasil se transformaram em territórios ou múltiplos territórios comandados por várias facções criminosas ou redes de “poderes paralelos”, como as do narcotráfico.


Habilidade: H11 - Identificar registros de práticas de grupos sociais no tempo e no espaço.
Conteúdos: território e territorialidade categorias socioespaciais
Fonte:
Dificuldade: Fácil


04 - QUESTÃO: “O tráfico de drogas no Rio está ligado diretamente às três maiores facções criminosas da cidade: Comando Vermelho, Terceiro Comando e Amigos dos Amigos. Tudo indica que o tráfico começou no Rio nos anos 1980 [...] Ao longo dos anos, mais e mais pessoas foram atraídas pelos benefícios associados a ele, como dinheiro, poder e reconhecimento. [...] Muitas crianças [...] acabam virando o que os traficantes chamam de ‘aviõezinhos’ [...] primeiro posto na hierarquia do tráfico. [...] O tráfico de drogas gera uma dependência parecida com a do uso de drogas. O poder, o reconhecimento, [...] a hierarquia [...] são características difíceis de deixar. [...] Na ausência de governo, a facção é o maior poder dentro das favelas. Os moradores acabam recorrendo aos traficantes para ajudar a solucionar problemas graves.”
Disponível em: www.soulbrasileiro.com.br. Acesso em: 23 mar. 2015 (adaptado).

A partir do tráfico de drogas, o espaço de comunidades cariocas torna-se território quando:
A) dois ou mais poderes em competição passam a controlar um espaço comum
B) o meio natural consegue recuperar-se após as guerras empreendidas entre os grupos e a polícia
C) o poder instituído observa a sua capacidade de domínio no espaço diminuir
D) um grupo estabelece poder mediante a fragilidade do governo em controlar a área

Habilidade: H09 - Comparar o significado histórico-geográfico das organizações políticas e socioeconômicas em escala local, regional ou mundial.
Conteúdos: território e territorialidade categorias socioespaciais ocupação do território brasileiro urbanização brasileira urbanização
Fonte:
Dificuldade: Média


05 - QUESTÃO: Os territórios são áreas limitadas pelo exercício do poder. Podem ser fenômenos observáveis na prática (de facto) e/ou no direito (de jure). 

A exibição dos dois mapas das Capitanias Hereditárias brasileiras apresenta


A) em ambos os mapas, concepções territoriais idênticas, sendo as suas diferenças explicáveis pelo uso de projeções cartográficas distintas.
B) no primeiro mapa, a extensão total dos territórios de direito dados aos donatários e, no segundo mapa, a extensão total dos seus territórios de fato.
C) no primeiro mapa, a posse de fato das capitanias pelos donatários portugueses e, no segundo mapa, o rearranjo territorial da situação exibida pelo primeiro mapa, ocorrido devido à invasão estrangeira.
D) no primeiro mapa, a redução dos territórios de direito das capitanias devido ao avanço das possessões espanholas e, no segundo mapa, a extensão plena das capitanias antes da invasão estrangeira.
E) no primeiro mapa, o território de fato, plausível com o seu contexto histórico e, no segundo mapa, toda a extensão do território de direito das unidades territoriais criadas pelos portugueses.

Habilidade: H14 - Comparar diferentes pontos de vista, presentes em textos analíticos e interpretativos, sobre situação ou fatos de natureza histórico-geográfica acerca das instituições sociais, políticas e econômicas.
Conteúdos: território e territorialidade categorias socioespaciais
Fonte: UERJ
Dificuldade: Média


06 - QUESTÃO: Nessa forma de organizar o Estado, o sistema habilita o governo central a representar as várias entidades territoriais que possuem interesses em comum – por exemplo, defesa, relações exteriores e comunicações – e permite que essas entidades mantenham suas próprias identidades, suas próprias leis, planos de ação e usos em diversos campos.
Adaptado de GLASSNER, Martin I. Geografía política. Buenos Aires: Editorial Docencia, 2000.

O texto acima remete a um elemento importante da organização das sociedades contemporâneas: a dimensão político-territorial.

No caso, a descrição feita no texto diz respeito ao seguinte tipo de Estado Territorial:

A) misto
B) federal
C) unitário
D) associado

Habilidade: H11 - Identificar registros de práticas de grupos sociais no tempo e no espaço.
Conteúdos: território e territorialidade categorias socioespaciais
Fonte: UFJF - PISM
Dificuldade: Média


07 - QUESTÃO: Leia a história em quadrinhos.  
 

MSF – Médicos Sem Fronteiras
Disponível em: <http://migre.me/ly9ej>. Acesso em:
7 set. 2014.
Esses quadrinhos, criados por Guy Delisle, retratam cenas do cotidiano de


A) Bagdá, onde o MSF presta socorro às vítimas da guerra civil.
B)Cabul, que apresenta arquitetura típica de cidades europeias.
C) Damasco, dominada por grupos fundamentalistas xintoístas.
D) Istambul, dominada por uma grande população muçulmana.
E) Jerusalém, onde o espaço terciário é diferenciado pela cultura

Habilidade: H15 - Avaliar criticamente conflitos culturais, sociais, políticos, econômicos ou ambientais ao longo da história.
Conteúdos: geopolítica conflitos território e territorialidade nova ordem mundial relações entre os países do mundo categorias socioespaciais
Fonte: MACKENZIE
Dificuldade: Média


08 - QUESTÃO:  A Questão Basca: grupo separatista ETA anuncia trégua permanente.
Silvana Aline Soares Simon (Divulgação Científica em Relações Internacionais) – 10/01/2011

A imprensa internacional, nas últimas décadas, tem dado destaque às atividades do grupo basco ETA que, por meio de seus atentados, se chocava com o Estado espanhol. No último dia 10 de janeiro, 51 anos após o início de suas atividades, o grupo anunciou, no jornal independente basco Gara, uma trégua geral e permanente.

A respeito do tema, é correto afirmar que

A) os bascos são um povo de origem desconhecida e estão divididos entre a Espanha e o norte de Portugal. Mesmo passando por longos períodos de dominação, lutam pelo reconhecimento internacional do seu país, por meio de um território definido.
B) em 1959 surgiu, no nordeste da Espanha e no sudoeste da França, o movimento ETA, um grupo de tendência socialista e com ideais separatistas. A ação do grupo centrou-se nas táticas de guerrilha urbana, praticando atentados contra autoridades governamentais ligadas ao ditador Francisco Franco.
C) o ETA usa de práticas terroristas na França desde o final do século XIX, buscando garantir a liberdade religiosa, já que a maioria professa a religião muçulmana.
D) o povo Basco teria chegado à península ibérica há mais de 4000 anos. Devido às intensas perseguições, teve a sua cultura e a sua língua dizimadas ao longo do tempo, restando, hoje, pouco de sua cultura original.
E) na década de 1990, a ação terrorista basca matou militares, políticos, juízes, entre outras autoridades locais, trazendo, para a população, a sensação de possíveis conquistas por sua liberdade. O ETA recebe apoio irrestrito da população, porém não consegue atingir seus objetivos.

Habilidade: H12 - Analisar o papel da justiça como instituição na organização das sociedades.
Conteúdos: território e territorialidade categorias socioespaciais
Fonte: AppProva
Dificuldade: Média


09 - QUESTÃO:  Leia o texto abaixo:

TEXTO I

Uma nota da secretaria de Segurança Pública reforçou a desconfiança dos estudantes secundaristas de São Paulo com o governador Geraldo Alckmin, apesar das suas palavras amenas, quando anunciou que estava suspendendo a reorganização. Anteriormente ao pronunciamento, os alunos das escolas públicas saíram às ruas diversas vezes em protestos contra a reorganização escolar, num ato que mobilizou mais de 15 mil pessoas, segundo os organizadores, e que terminou em repressão.
Disponível em: http://brasil.elpais.com. Acesso em: 8 dez. 2015 (adaptada).

TEXTO 02


No início da onda de ocupações — que, no auge, chegou a quase 200 escolas —, o governo acionou a Polícia Militar para sitiar algumas das escolas mobilizadas. Depois, o governo acionou a Justiça para tentar desocupar as escolas, estratégia que não obteve êxito porque
A) a associação de estudantes tem mais poder político do que o governo estadual.
B) a intervenção militar resolveu a situação, tornando a medida judicial indiferente.
C) as entidades envolvidas pagaram pelo direito de se manterem nas escolas ocupadas.
D) o direito de manifestar foi reconhecido, uma vez que vivemos em uma democracia
E) os estudantes tiveram reconhecidos os seus direitos de posse das instituições.

Habilidade: H27 - Analisar de maneira crítica as interações da sociedade com o meio físico, levando em consideração aspectos históricos e(ou) geográficos.
Conteúdos: território e territorialidade categorias socioespaciais
Fonte:
Dificuldade: Média


10 - QUESTÃO:  Uma das questões importantes para se compreender o sistema xinguano é como e quando ele se formou [...].Por volta de 1400 d.C., ocorre uma mudança de escala: as aldeias desse período são maiores e circundadas por grandes estruturas defensivas – fossos com cerca de 10m de largura e 1 a 3m de profundidade, que se estendem por 2 km em torno da área da habitação. Hoje se conhecem quinze sítios arqueológicos com tal sistema de defesa no Alto Xingu, mas é provável que existam outros ainda não descritos.
FAUSTO, Carlos. Os índios antes do Brasil. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005 (adaptado).


Os fossos descritos nos sítios arqueológicos revelam acerca da relação do indivíduo com o espaço em que habita

A) desapego com o mesmo, característica marcante das populações que praticam as migrações sazonais
B) nível de sofisticação da apropriação do espaçoelevado, permitindo a formação de Estados-Nação com limites bem definidos
C) territorialização concreta do espaço, sendo que tais estruturas serviam como limites bem marcados do território.
D) territorialização simbólica do espaço, que se trata de um ponto de partida para a efetivação da territorialização concreta.
E) desinteresse em relação ao espaço ocupado, demonstrado ao agredir o mesmo com cavidades que poderiam produzir impactos ambientais e prejudicar a agricultura.

Habilidade: H27 - Analisar de maneira crítica as interações da sociedade com o meio físico, levando em consideração aspectos históricos e(ou) geográficos.
Conteúdos: território e territorialidade categorias socioespaciais
Fonte: UNB - PAS
Dificuldade: Média


11 - QUESTÃO:  A dispersão urbana não corresponde apenas ao tradicional spraw ou urbanização difusa, que culminou na formação dos subúrbios norte-americanos, o que teria sido resultado, sobretudo, da segregação. Essa dispersão resultou em uma forma incomum da metrópole norte-americana, sendo Los Angeles o melhor exemplo. A dispersão agora vai mais longe, formando uma nova fronteira além dos subúrbios, com a implantação de centros de trabalho e também de residências em locais periféricos. Já o conceito de segregação é um dos mais discutidos na literatura das ciências sociais. Sua origem histórica teria se dado na formação do gueto de Veneza, com a reclusão dos judeus em uma ilhota, com muros e portas, do que resultou o emprego da palavra gueto como sinônimo de área segregada.
Pedro de Almeida Vasconcelos. Contribuição para o debate sobre processos e formas socioespaciais. In: A cidade contemporânea: segregação socioespacial. São Paulo: Contexto, 2013, p. 20-4 (com adaptações).


No tocante à produção do espaço e à vida das pessoas nas grandes cidades brasileiras, assinale a opção correta.

A) A cidade murada é um fenômeno da Idade Média e pode ser comparada, metaforicamente, aos condomínios de alto padrão existentes nas metrópoles contemporâneas, os quais resultam em autossegregação.
B) A ocupação de áreas de risco nas grandes cidades contradiz a lógica da segregação urbana vinculada à valorização da terra
C) Na sociedade urbana brasileira, a segregação é um fenômeno restrito ao século XXI
D) Dispersão e segregação urbanas são fenômenos desconexos, na lógica da produção do espaço das cidades.


Habilidade: H07 - Identificar os significados histórico-geográficos das relações de poder entre as nações.
Conteúdos: geopolítica território e territorialidade relações entre os países do mundo categorias socioespaciais nova ordem mundial
Fonte:
Dificuldade: Difícil


12 - QUESTÃO:  O que teria faltado, então, aos Tupinambá para se erguerem além do nível tribal, com tal contingente demográfico e explorando ecossistemas tão ricos? Para uns, faltou-lhes tempo; para outros, sobrou-lhes espaço: uma maior densidade populacional e circunscrição ecológica teriam posto a evolução em movimento. Para outros ainda, eles nutririam um horror ao Estado – horror que seria materializado na figura dos grandes xamãs, os Karaíba, que lideraram movimentos proféticos. De todo modo, o surgimento de uma centralização política e integração regional verticalizada exigiria uma mudança substantiva de concepções, práticas e estruturas entre os Tupinambá e os Guarani do século XVI.
FAUSTO, Carlos. Os índios antes do Brasil. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.


O fragmento do livro de Carlos Fausto reflete sobre a organização política de grupos indígenas que ocuparam larga extensão da costa brasileira à época do descobrimento.

A característica marcante da organização política dos indígenas àquela época e que está registrada no fragmento contribui para o (a)

A) entendimento da forte ligação política que existia entre as aldeias dos indígenas citados, os Tupinambá e os Guarani, reunindo-os a uma só voz no cenário nacional
B) percepção da existência de uma grande capital Tupinambá de onde eram organizados os movimentos de resistência contra a invasão europeia.
C) interatividade ampla e irrestrita existente entre os Tupinambá e os Guarani, o que dificultou em muito a ocupação portuguesa na costa brasileira.
D) percepção da desarticulação política que marcava a ocupação Tupinambá da época, o que era notável a partir da descentralização política à qual eram submetidos.
E) percepção de que a descentralização política dos Tupinambá era causada pelo ambiente no qual estavam inseridos e pelo grande contingente populacional.


Habilidade: H06 - Interpretar diferentes representações gráficas e cartográficas dos espaços geográficos.
Conteúdos: território e territorialidade categorias socioespaciais
Fonte:
Dificuldade: Média


13 - QUESTÃO:  Observe o mapa abaixo:  


O mapa em questão expõe os territórios de fato das potências presentes na América do Sul na medida em que


A) mostram territórios absolutamente vinculados aos tratados internacionais que tornaram o exercício do poder espacialmente inflexível
B) apresentam territórios que são produtos do Tratado de Tordesilhas e que respeitam a sua definição
C) prevalecem na representação do mapa os poderes que se manifestam na realidade no espaço, em detrimento da conjuntura territorial legal.
D) favorecem a expansão dos espanhóis em detrimento da expansão dos portugueses e holandeses, o que é plausível para o contexto do ano de 1650.
E) subestimam o verdadeiro alcance territorial holandês, que, no contexto de 1650, atingia vastas terras do sertão nordestino



Habilidade: H06 - Interpretar diferentes representações gráficas e cartográficas dos espaços geográficos.
Conteúdos: território e territorialidade conflitos étnicos categorias socioespaciais
Fonte: PUC - RJ
Dificuldade: Difícil


14 - QUESTÃO:  A região sombreada na representação é uma das várias existentes pelo planeta formadas de grupos de nacionalidades sem Estado. Essa região não contemplada com um território reconhecido internacionalmente é chamada de

A) Uzbequistão
B) Tajiquistão
C) Palestina
D) Chechênia
E) Curdistão


Habilidade: H27 - Analisar de maneira crítica as interações da sociedade com o meio físico, levando em consideração aspectos históricos e(ou) geográficos.
Conteúdos: paisagem território e territorialidade categorias socioespaciais espaço lugar
Fonte: UEPG - PSS
Dificuldade: Média


15 - QUESTÃO:  Sobre a discussão relacionada ao Espaço e as Representações, assinale a alternativa correta.

A) Os trópicos de Capricórnio (Hemisfério Norte) e Câncer (Hemisfério Sul) marcam o limite máximo de iluminação solar nos Solstícios de Verão em cada hemisfério
B) Segundo o geógrafo Milton Santos, a categoria lugar tem relação com aquilo que é visível, perceptível, como aquilo que chega aos sentidos
C) O espaço geográfico é compreendido pela Geografia apenas como o resultado material do trabalho e ação humana, transformando a 1a em 2a natureza, não fazendo parte dessa compreensão sua dimensão imaterial.
D) A escala cartográfica é uma relação de proporcionalidade entre medidas na carta (distância real) e medidas levantadas em terreno (distâncias gráficas).
E) A Geografia é uma ciência social que busca compreender a sociedade a partir dos conceitos-chaves relacionados ao espaço, região, paisagem, lugar, território, rede, escala.


Habilidade: H11 - Identificar registros de práticas de grupos sociais no tempo e no espaço.
Conteúdos: território e territorialidade categorias socioespaciais
Fonte: UERJ
Dificuldade: Média


16 - QUESTÃO:  Hoje, a interação espacial entre “comunidades”, no que tange ao deslocamento de pessoas moradoras em uma delas para visitarem amigos ou parentes ou estabelecerem contatos associativos com pessoas residentes em outras, tornou-se um tanto difícil, devido aos mecanismos de controle impostos pelos traficantes e à rivalidade e aos choques entre quadrilhas baseadas em favelas diferentes (...)
SOUZA, Marcelo Lopes de. O desafio metropolitano: um estudo sobre a problemática sócio-espacial nas metrópoles brasileiras. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2000.

O fenômeno descrito no texto, que vem ocorrendo nas últimas décadas, corresponde mais diretamente ao processo socioespacial conhecido como

A) hierarquização
B) regionalização.
C) metropolização
D) territorialização


Habilidade: H06 - Interpretar diferentes representações gráficas e cartográficas dos espaços geográficos.
Conteúdos: território e territorialidade categorias socioespaciais
Fonte: UERJ
Dificuldade: Difícil


17 - QUESTÃO:  Os belgas não se entendem entre si e já se teriam separado em países diferentes não fossem o seu rei e, mais recentemente, a adoção de uma forma de governo federativa, em que a Valônia, Flandres e Bruxelas têm grande autonomia política e administrativa em relação ao governo nacional, além do surgimento e fortalecimento da União Européia, que faz com que os belgas se sintam cada vez mais membros de uma comunidade européia multicultural e multilíngüe, e menos belgas, o que ajuda a diluir seus antagonismos internos.

RICARDO C. COELHO
Adaptado de Os franceses. São Paulo: Contexto, 2007.

A compreensão da situação relatada no texto e representada em termos espaciais no mapa somente é possível a partir da distinção entre os seguintes conceitos importantes para as Ciências Humanas:


A) território nacional e soberania política
B) regime de governo e autonomia cultural
C) estado territorial e identidade nacional
D) representação política e integração econômica

Habilidade: H11 - Identificar registros de práticas de grupos sociais no tempo e no espaço.
Conteúdos: território e territorialidade categorias socioespaciais
Fonte: UNEMAT
Dificuldade: Difícil


18 - QUESTÃO:  O território constitiu-se em um dos conceitoschave da ciência geográfica, tendo sido usado primeiramente na geografia política para designar o espaço apropriado por um determinado grupo social. Porém, existem outras concepções de território. Dentre várias acepções, tem-se a noção de que os territórios são construídos por meio da interação entre natureza e sociedade, mediada por relações de dominação e apropriação. Assim, como instrumento geral de análise e como síntese da multiplicidade de feições que o território e os processos de territorialização assumem num mundo dito globalizado, é possível perceber suas várias nuances.
HAESBAERT, Rogério; LIMONAD, Ester. O território em tempos de globalização. Revista Espaço, Tempo e Crítica, Niterói/RJ, UFF, 2007 (adaptado).

A partir do texto acima, considera-se que:
A) Num sentido mais econômico, o território pode moldar identidades culturais e ser moldado por estas, que fazem dele um referencial muito importante para a coesão dos grupos sociais
B) A construção do território é resultante apenas da dimensão jurídico-política, pois o Estado-nação é quem o delimita e o controla, exercendo um determinado poder, especialmente de caráter estatal
C) Existe uma gama de territórios sobre a superfície do globo terrestre e a cada qual corresponde uma igualmente vasta diversidade de territorialidades, com dimensões e conteúdos específicos
D) Numa visão culturalista e econômica, o território é considerado um espaço delimitado e controlado, por meio do qual se exerce determinado poder, em especial, poder estatal
E) O território no mundo globalizado deve ser trabalhado sempre a partir de uma perspectiva política

Habilidade: H11 - Identificar registros de práticas de grupos sociais no tempo e no espaço.
Conteúdos: território e territorialidade categorias socioespaciais
Fonte: UECE
Dificuldade: Média


19 - QUESTÃO:  “Com a afirmação da Geografia moderna, a noção de território no seu sentido mais puro, isto é, assimilado ao Estado, torna-se uma categoria tão basilar quanto longeva. No seu sentido mais restrito, território é um nome político para a extensão de um país. Há mais de um século, Ratzel insistia em que aquele resultava da apropriação de uma porção da superfície da Terra para um grupo humano.”                
SILVEIRA, M. L. Acta Geográfica. Cidades na Amazônia Brasileira. Ed. Especial, 2011, p.151-163.  


Com base nas informações do texto, assinale a opção que corresponde ao conceito de território, elaborado por Ratzel.

A) Gêneros de Vida 
B) Rugosidade Espacial 
C) Espaço Vital 
D) Espaço Absoluto 


Habilidade: H11 - Identificar registros de práticas de grupos sociais no tempo e no espaço.
Conteúdos: território e territorialidade categorias socioespaciais
Fonte: UFV - PASES
Dificuldade: Média


20 - QUESTÃO:  [...] Ele só se torna um conceito utilizável para a análise social quando o consideramos a partir do seu uso, a partir do momento em que o pensamos juntamente com aqueles atores que dele se utilizam. A globalização amplia a importância desse conceito. Em parte por causa da competitividade, cujo exercício, levando a uma busca desesperada de uma maior produtividade, depende de condições oferecidas nos lugares da produção, nos lugares da circulação, nos lugares do consumo. [...]
SEABRA, Odette; CARVALHO, Mônica; LEITE, José Corrêa. Território e sociedade: entrevista com Milton Santos. São Paulo: Editora da Fundação Perseu Abramo, 2. ed., 2000, p. 22.

Na entrevista acima, o professor Milton Santos se refere a um conceito utilizado pela geografia cujo uso é fundamental para o entendimento do processo de globalização. O conceito da geografia que explica o papel dos atores sociais no atual processo de globalização é:

A) Lugar.
B) Região.
C) Paisagem
D) Território

Habilidade: H01 - Interpretar historicamente e/ou geograficamente fontes documentais acerca de aspectos da cultura.
Conteúdos: território e territorialidade categorias socioespaciais
Fonte: UPE - SSA
Dificuldade: Difícil


21 - QUESTÃO:  Analise o texto a seguir:

Morar na periferia é se condenar duas vezes à pobreza. À pobreza gerada pelo modelo econômico, segmentador do mercado de trabalho e das classes sociais, superpõe-se a pobreza gerada pelo modelo territorial.
SANTOS, Milton. O espaço do cidadão. 1996.

Considerando o texto e seus conhecimentos acerca do assunto, é INCORRETO afirmar que o modelo territorial referido pelo autor apresenta como característica

A) bens sociais existentes apenas na forma mercantil.
B) condição estrutural que favorece a reprodução da pobreza.
C) condição de cidadania de uma pessoa que varia conforme sua posição no território da cidade.
D) exercício de direitos de cidadania, independentemente de sua localização no território.
E) existência de assentamentos precários, na sua maioria periféricos, em áreas consideradas de risco muito alto.

Habilidade: H11 - Identificar registros de práticas de grupos sociais no tempo e no espaço.
Conteúdos: território e territorialidade categorias socioespaciais
Fonte: UFV - PASES
Dificuldade: Média


22 - QUESTÃO:  Cada vez mais usinas hidrelétricas são construídas no Brasil, consideradas pelo poder público como necessárias ao desenvolvimento do país. No entanto, sua construção afeta diretamente uma parcela da população, que deve ser deslocada. A população atingida se organiza para resistir ao deslocamento forçado. O conflito de interesses descrito acima, em alguns casos, opõe o poder público às populações locais.
A partir da leitura do texto, assinale o conceito geográfico que serve de base para a fundamentação da argumentação de resistência da população atingida:

A) Espaço.
B) Paisagem
C) Território
D) Região.
 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...