LEIA ANTES DE ACESSAR O CONTEÚDO

Este blog tem como objetivo, ser um complemento para alunos do ensino médio, no que refere as Ciência Humanas.


17/11/2016

EXPANSÃO E CONSTRUÇÃO DO ESPAÇO GEOGRÁFICO BRASILEIRO: Origens históricas



Na aula de hoje vamos falar um pouco sobre a expansão territorial do espaço geográfico brasileiro! Como você já deve ter estudo o Brasil é um país que tem uma extensão territorial bastante grande, cerca de 8,5 milhões de KM2. E essa extensão torna o nosso país, o quinto (5º) maior país do mundo em extensão territorial. Só para você ter uma ideia o nosso território corresponde a cerca de 50% de todo o território da América do Sul.

Porém se seguíssemos a risco o acordo feito entre Portugal e Espanha assinado em 1494, a nossa extensão seria bem menor! Segundo o tratado de Tordesilhas, assinado no final do século XV, caberia a Portugal a porção territorial localizada a direita(leste) do referido meridiano apresentado no mapa esquematizado abaixo. Veja:



Por sua vez, caberia a Espanha as terras localizadas a oeste (esquerda) do referido meridiano, ou seja, uma configuração territorial bastante diferente que teríamos se seguíssemos a risco esse acordo!

Porém, ao longo da história da ocupação do território brasileiro sobre o domínio lusitano (português). Portugal realizou uma série de atividades que expandiram a sua extensão territorial saindo do litoral rumando para o interior do território ultrapassando os limites estabelecidos no tratado. Ou seja, para áreas que teoricamente pertenceriam a Espanha.

Por exemplo, houve num primeiro momento, a concentração das atividades portuguesas na faixa litorânea destacada no mapa abaixo na cor verde, observe. 


Essa área foi uma área que no inicio do século XVI se tornou bastante interessante sob o ponto de vista econômico português, porque nela havia a presença de um solo fértil, um clima tropical e isso despertou o interesse de desenvolver nessa área a cultura canavieira, da cana-de-açúcar, basicamente sobre esse espaço, uma cultura que foi disseminada por longas extensões de terras, formando, portanto latifúndios, uma atividade monocultura, destinada a exportação para o mercado europeu e com grande uso de mão-de-obra escrava!   

Paralelamente a esse processo começou a disseminar, principalmente, nas várzeas de alguns rios presentes na faixa nordeste (rio são Francisco e seus afluentes) e também na porção meridional (sul) do território a atividade da criação de animais (bovino). Então nessa faixa de cor Roxo ocorreu também a disseminação da PECUÁRIA


Houve também outra iniciativa bastante interessante que foi a procura de especiarias tropicais as chamadas drogas do sertão, na área que atualmente chamamos de Amazonas. Essa faixa de cor preta como você pode observar no mapa, foi uma área onde Portugal incentivou a sua ocupação devido ser uma área onde se encontrava essas especiarias (baunilha, guaraná, cravo, cacau, etc) Nesse processo ocorreu uma ação histórica de interiorização por meio das chamadas entradas e bandeiras

Esse processo foi importantíssimo para a interiorização do território brasileiro para além da faixa do meridiano de Tordesilhas. A gente chama atenção para o fato que essas bandeiras, elas foram extremamente prejudiciais para os indígenas. A ação violenta por parte dos bandeirantes fez com que muitas tribos fossem dizimadas (infelizmente isso faz parte da nossa história e não pode ser apagada).

Por fim houve uma atividade também no interior do Estado de São Paulo, que fortaleceram os interesses já num país independente que nada mais foi que o CAFÉ

Então a partir desse momento nós já temos de certa forma a consolidação do espaço territorial nacional. 

É claro que é necessário pensamos um pouco sobre acordos. E uma das oficializações estabelecidas para a consolidação desse processo foi o tratado de Madri. O tratado de Madri um acordo feito entre Portugal e Espanha que oficializou as terras tomadas por Portugal à oeste do meridiano de Tordesilhas entre os séculos XVI, XVII e inicio do século XVIII. E isso se oficializou em 1750. Terras tomadas arbitrariamente foram oficializadas para a Coroa Portuguesa.

Também vale a pena lembramos de um outro tratado que poucas pessoas conhecem esse tratado como esse nome que é o tratado de Petrópolis. Esse já foi assinado no inicio do século XX, em 1903. Ele oficializou a anexação do território do atual Estado do Acre ao território brasileiro.

Portanto, o Brasil é um país que na atualidade possui 8,5 milhões de KM2 , é um país de dimensões continentais e que os processos históricos aliados aos processos econômicos consolidarão o que hoje somos. Show😉😏!!! Que tal a gente agora resolvermos umas questões relacionadas ao assunto estudado nesta aula?


ATIVIDADE DE FIXAÇÃO:
1ª Questão: PUC-RS  
Entre os fatores que contribuíram, a partir do século XVII, para a expansão territorial da colonização portuguesa no Brasil, ultrapassando os limites do Tratado de Tordesilhas, é correto apontar

a) a pecuária, a extração das “drogas do sertão” e as expedições bandeirantes.
b) as capitanias hereditárias, as expedições bandeirantes e a extração de ouro no Nordeste.
c) os engenhos de açúcar, a extração das “drogas do sertão” e a produção de soja.
d) a pecuária, a produção de cana e laranja.
e) a pecuária, os engenhos de açúcar e criação de caprinos.

2ª Questão: Fuvest-SP
No século XVII e XVIII, contribuiu para a penetração no interior brasileiro

a) o desenvolvimento das culturas da cana de açúcar e do algodão.
b) a busca de riquezas minerais.
c) o cultivo do café.
d) a expansão da soja pelo Centro-Oeste.
e) a transferência da capital da colônia para o Rio de Janeiro.

3ª Questão: UFPR
São ações resultantes da conquista e ocupação do território brasileiro, exceto

a) expedições militares organizadas pelo governo.
b) bandeirantes que percorriam o sertão.
c) padres jesuítas que fundavam aldeias para catequização dos índios.
d) criadores de gados que tiveram seus rebanhos e fazendas.
e) a invasão dos mineiros com a descoberta de ouro no litoral.

Gabarito:
1ª Questão: letra A
2ª Questão: letra B
3ª Questão: letra E



COMO ESSE ASSUNTO PODE SER COBRADO NO ENEM?                          ,         




Habilidade: H09 - Comparar o significado histórico-geográfico das organizações políticas e socioeconômicas em escala local, regional ou mundial. 
Conteúdos: território brasileiro integração do território brasileiro ocupação do território brasileiro configuração territorial urbanização brasileira urbanização 
Dificuldade: Média
4ª Questão: UNESP
Juntos, tais vetores levaram a linha de fronteira do Tratado de Tordesilhas a deslocar-se para além dos limites formais, empurrando-os crescentemente para os confins da hinterlândia, obrigando a se estabelecer um novo acerto de fronteira com o Tratado de Madri, que em 1750 consagrou como marco de domínio das colônias de Portugal e da Espanha o traçado de fronteira que praticamente risca como definitivo o desenho do território brasileiro de hoje.
(Ruy Moreira. A formação espacial brasileira, 2014. Adaptado.)

Considerando o processo de ocupação do espaço brasileiro, os vetores que propiciaram uma nova fronteira e o estabelecimento de pequenos aglomerados no interior do território foram

a) a borracha e as rotas de procura por matéria-prima.
b) a plantation e a construção de entrepostos para o transporte
c) a mineração e o comércio informal de ouro.
d) as expedições bandeirantes e as trilhas do gado.
e)as missões jesuíticas e a instalação de núcleos comerciais.
GEOGRAFALANDO COMENTA:
No século XVII iniciou realmente o processo de interiorização do território, baseado no desenvolvimento da pecuária e na exploração das drogas do sertão. Havia na época a necessidade de desenvolvimento econômico de novos produtos, pois a cana-de-açúcar estava atravessando uma crise econômica, não gerando mais os lucros para a coroa portuguesa. A pecuária levou o povoamento em direção ao interior, e em busca pelas drogas do sertão - guaraná, urucum, cravo, canela, salsa entre outras - possibilitou o início da ocupação da Amazônia pelos portugueses.




Habilidade: H08 - Analisar a ação dos estados nacionais no que se refere à dinâmica dos fluxos populacionais e no enfrentamento de problemas de ordem econômico-social.

Conteúdos: território brasileiro, integração do território brasileiro, configuração territorial.

Dificuldade: Média
5ª Questão: UNICENTRO

A obsessão em ocupar os vazios demográficos e concretizar a unidade nacional também esteve presente durante os longos anos da ditadura militar (1964-1985). Em 1970, o general-presidente Emílio Garrastazu Médici sancionou um ambicioso Projeto de Integração Nacional (PIN), justificado pela suposta necessidade de “levar os homens sem terra do Nordeste para as terras sem homens da Amazônia”.
MAGNOLI, Demétrio; ARAUJO, Regina. Projeto de ensino de geografia: geografia do Brasil. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2005.

A estratégia geoeconômica da ditadura militar, objetivando integrar o território nacional visava, sobretudo,

a) aliviar os conflitos e a pressão fundiária na Região Nordeste.
b) implantar a reforma agrária na Região Norte, eliminando assim os conflitos fundiários no país.
c) ligar o Brasil a todas as regiões da América do Sul, através da rodovia Transamazônica.
d) impedir as migrações das regiões periféricas do país em direção às regiões centrais.
e) garantir a exploração sustentável da Floresta Amazônica



Habilidade: H29 - Reconhecer a função dos recursos naturais na produção do espaço geográfico, relacionando-os com as mudanças provocadas pelas ações humanas.

Conteúdos: urbanização território brasileiro hidrografia urbanização brasileira principais bacias hidrográficas brasileiras bacia do rio são francisco integração do território brasileiro ocupação do território brasileiro configuração territorial

Dificuldade: Difícil
6ª Questão: AppProva -  
O rio São Francisco nasce na Serra da Canastra (a uma altitude de aproximadamente 1200 m), no município de São Roque das Minas, num lugar chamado de Chapadão da Zagaia e, depois de percorrer 2700 km e atravessar o estado da Bahia (separado pelo rio do estado de Pernambuco), desemboca no oceano Atlântico, entre os estados de Alagoas e Sergipe. O rio São Francisco recebe água de 168 afluentes, sendo os principais os rios Paraopeba, das Velhas, Abaeté, Jequitaí, Paracatu, Urucuia, Verde Grande, Carinhanha, Corrente e Grande.
Disponível em: http://www.infoescola.com/geografia. Acesso em: 2 dez. 2015 (adaptado).

A caracterização descrita pelo fragmento de texto justifica a alcunha do Rio São Francisco como rio da Integração Nacional, título devido à sua importância no processo de
a) consolidação de estratégias comuns na gestão do recurso hídrico.
b) construção de uma identidade regional superior à identidade nacional.
c) fortalecimento da matriz hidroenergética nacional.
d) interiorização do território brasileiro no período colonial.
e) organização dos centros econômicos coloniais no Norte do país.
 
Gabarito:
4ª Questão: letra D
5ª Questão: letra A
6ª Questão: letra D


ATIVIDADE COMPLEMENTAR 
7ª Questão: (Cesgranrio-RJ) A ocupação do território brasileiro, restrita, no século XVI, ao litoral, e, associada à lavoura de produtos tropicais, estendeu-se ao interior durante os séculos XVII e XVIII, ligada à exploração de novas atividades econômicas e aos interesses políticos de Portugal em definir as fronteiras da colônia.


As afirmações a seguir relacionam as regiões ocupadas a partir do século XVII e suas atividades dominantes.


1 - No vale Amazônico, o extrativismo vegetal - as drogas do sertão - e a captura de índios, atraíram os colonizadores.
2 - A ocupação do Pampa gaúcho não teve nenhum interesse econômico, estando ligada aos conflitos luso-espanhóis na Europa.
3 - O Planalto Central, nas áreas correspondentes aos atuais Estados de Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso, foi um dos principais alvos do bandeirismo, e sua ocupação está ligada à mineração.
4 - A zona missioneira no sul do Brasil representava um obstáculo, tanto aos colonos, interessados na escravização dos indígenas, quanto à Portugal, dificultando a demarcação das fronteiras.
5 - O sertão nordestino, primeira área interior ocupada no processo de colonização, foi um prolongamento da lavoura canavieira, fornecendo novas terras e mão-de-obra para a expansão da lavoura.


As afirmações corretas são:

a) somente 1, 2 e 4.
b) somente 1, 2 e 5.
c) somente 1, 3 e 4.
d) somente 2, 3 e 4.
e) somente 2, 3 e 5.
GEOGRAFALANDO COMENTA:
Resposta: Letra C

No sertão nordestino, primeira área de interiorização da colonização, desenvolveu-se a pecuária, empregando mão de obra livre. No século XVIII, a ocupação do Sul ligou-se a interesses econômicos – a expansão da pecuária no pampa gaúcho, que ganhou impulso ao fornecer gado para a região mineradora – e estratégicos – a proximidade da foz do rio da Prata, que permitia o acesso a terras espanholas.


8ª Questão:  (Fuvest-SP) Quanto ao Tratado de Madri - 1750:
a) Dois fatores que contribuíram para a configuração territorial alcançada pelo Brasil no século XVIII.
b) O princípio que norteou o Tratado de Madri.

GEOGRAFALANDO COMENTA:


a) O avanço das expedições bandeirantes, a exploração das drogas do sertão, as fortificações militares, as missões jesuíticas, a pecuária, entre outros.
b) O princípio que norteou o Tratado de Madrid foi o "Uti possidetis" do Direito Romano, ou seja, quem utiliza tem a posse. Dessa forma, Portugal assegurou a posse dos territórios conquistados.



9ª Questão:  (UFES) O processo de expansão da conquista territorial que culminou com a incorporação da Amazônia ao domínio português esteve vinculado a diferentes situações. 

Não faz parte desse contexto o(a):
a) iniciativa de colonos que se aventuravam na coleta de recursos naturais da região, como as drogas do sertão, ou formavam as "tropas de resgate".
b) implantação da grande lavoura canavieira com base no latifúndio e no trabalho escravo negro, voltada para o mercado externo.
c) conflitos entre colonos e missionários, que tinham, a respeito da população indígena, interesses diversificados.
d) prática de uma política oficial adotada pela Coroa, que incentivava o movimento expansionista e fazia realizar expedições para o reconhecimento da área.
e) ação das Ordens Religiosas, que buscavam os indígenas para nucleá-los e catequizá-los, estabelecendo missões ou aldeamentos.
GEOGRAFALANDO COMENTA:
Resposta: Letra B



10ª Questão:  (Mackenzie-SP) A partir do século XVII, uma série de fatores provocou a expansão da colônia e ocupação do interior do Brasil, exceto:

a) a pecuária desenvolvida no sertão nordestino e região sul.
b) a busca de riquezas minerais lideradas pelos bandeirantes de São Paulo.
c) a ação missionária dos jesuítas, vinculada também à extração de drogas do sertão.
d) a União Ibérica, que possibilitou maior liberdade de circulação no território além de Tordesilhas.
e) o apoio de jesuítas e índios dos Sete Povos das Missões, confirmando os termos do Tratado de Madri em 1750.
GEOGRAFALANDO COMENTA:
Resposta: Letra E



11ª Questão: (Vunesp-SP) A partir de 1750, com os tratados de limites, fixou-se a área territorial brasileira, com pequenas diferenças em relação à configuração atual. A expansão geográfica havia rompido os limites impostos pelo Tratado de Tordesilhas. No período colonial, os fatores que mais contribuíram para a referida expansão foram:

a) criação de gado no vale do São Francisco e desenvolvimento de uma sólida rede urbana.
b) apresamento do indígena e constante procura de riquezas minerais.
c) cultivo de cana-de-açúcar e expansão da pecuária no Nordeste.
d) ação dos donatários das capitanias hereditárias e Guerra dos Emboabas.
e) incremento da cultura do algodão e penetração dos jesuítas no Maranhão.
GEOGRAFALANDO COMENTA:
Resposta: Letra B



12ª Questão: (UFMS) "A Guerra Guaranítica foi a revolta dos missionários guaranis contra imposições do Tratado de Madri, que os obrigava a abandonar suas terras, moradias, plantações e rebanhos. O acordo de 1750 favorecia as monarquias ibéricas, defendendo seus interesses na região, mas prejudicava gravemente os indígenas."
(QUEVEDO, Júlio. A Guerra Guaranítica. São Paulo: Ática, 1996. p. 29.)

Com base no texto, é correto afirmar:

a) os índios reagiram à dominação colonial, porque defendiam exclusivamente o Império Teocrático organizado pela Igreja Católica, que se sobressaía na América, através da Companhia de Jesus.
b) os missionários guaranis estavam desaculturados do "ser" índio devido à tirania jesuíta, portanto defendiam somente os interesses dos padres.
c) a guerra expressou a luta dos missioneiros guaranis que não queriam se transformar numa espécie de "sem terra" do século XVIII, visto que suas terras foram doadas aos soldados espanhóis.
d) a guerra representou um dos raros momentos de reação indígena, organizada contra as imposições da Coroa e dos colonizadores luso-espanhóis.
e) os missioneiros guaranis enfrentaram os exércitos luso-espanhóis, porque estavam organizando uma confederação indígena antiespanhola.
GEOGRAFALANDO COMENTA:
Resposta: Letra D



13ª Questão: (Unicamp-SP) "A Amazônia selvagem sempre teve o dom de impressionar a civilização distante. Desde os primeiros tempos da Colônia, as mais importantes expedições e solenes visitas pastorais rumavam de preferência às suas plagas desconhecidas. Para lá, os mais veneráveis bispos, os mais garbosos capitães-generais, os mais lúcidos cientistas."

(Euclides da Cunha, À Margem da História, São Paulo, Cultrix, p. 32.)

a) Explique como ocorreu a ocupação da Amazônia desde o período colonial até o século XIX.
b) Caracterize a principal atividade econômica da Amazônia, entre o final do século XIX e as primeiras décadas do século XX, mencionando as razões de sua importância internacional.
GEOGRAFALANDO COMENTA:
a) Desde o período colonial até meados do século XX, a ocupação da Amazônia esteve vinculada às atividades extrativistas e a ação de missionários religiosos, tendo na hidrografia à via de acesso ao interior.
No período colonial, destacaram-se a exploração das drogas do sertão. a ação, sobretudo dos jesuítas na fundação de núcleos de povoamento e a construção de fortes e vilas.

b) Entre 1880 e 1920, a região viveu o "Ciclo da Borracha", favorecido pela demanda do produto em decorrência da Segunda Revolução Industrial.
Se de um lado a exploração da borracha enriquecia seringalistas e atravessadores, fez proliferar na Amazônia uma massa pauperizada, formada, principalmente,  por migrantes do Nordeste.



14ª Questão: (UEL-PR) Durante todo o século XVI, os portugueses não se preocuparam com a ocupação da Amazônia, principalmente, devido à grande distância entre o extremo norte do Brasil e os principais centros de colonização que na época eram:
a) Pernambuco e Bahia.
b) Rio de Janeiro e São Paulo.
c) Minas Gerais e Mato Grosso.
d) Rio Grande do Sul e Alagoas.
e) Espírito Santo e Santa Catarina.
GEOGRAFALANDO COMENTA:
Resposta: Letra A



15ª Questão:  (UEM-PR) O território brasileiro é, hoje, cerca de três vezes maior do que as terras garantidas a Portugal pelo tratado de Tordesilhas. Sobre a ampliação das fronteiras dos territórios portugueses na América, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

01) Situado para além da linha de Tordesilhas, o território do atual estado do Rio Grande do Sul apenas se incorporou à colônia na segunda metade do século XX.
02) A ampliação do território português ocorreu graças à ação dos bandeirantes, dos missionários, dos militares e dos pecuaristas que, ao longo do tempo, foram gradativamente ocupando as vastidões inexploradas dos territórios americanos.
04) Na segunda metade do século XVII, os portugueses fundaram, às margens do rio da Prata, quase de frente a Buenos Aires, a colônia de Sacramento, que posteriormente passou ao domínio espanhol.
08) O tratado de Madri, firmado entre Portugal e Espanha, em 1750, estabeleceu que a posse das terras caberia àqueles que as ocupassem efetivamente (princípio de Utis Possidetis). Com isso, esse tratado legitimou a posse dos territórios que Portugal ocupava além dos limites estabelecidos pelo tratado de Tordesilhas.
16) A descoberta de ouro nas regiões de Cuiabá, de Goiás e de Minas Gerais levou à ocupação dessas regiões pelos colonizadores portugueses.
GEOGRAFALANDO COMENTA:
Resposta: 30 (02 + 04 + 08 + 16)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...