LEIA ANTES DE ACESSAR O CONTEÚDO

Este blog tem como objetivo, ser um complemento para alunos do ensino médio, no que refere as Ciência Humanas.


05/08/2015

Teorias Demográficas: Neomalthusianismo

NOÇÕES PRELIMINARES:
No pós-2ª Guera Mundial a partir de 1950, em todo o mundo e, particularmente nos países subdesenvolvidos iniciou-se uma verdadeira explosão demográfica (“Baby-boom”). Esse rápido crescimento demográfico pelo qual o mundo estava passando por um lado dez surgir uma serie de criticas a teoria de Malthus

1º Crítica à teoria malthusiana:
Para um grupo de estudiosos marxista ao lançar suas ideias, Malthus desconsiderou as possibilidades de aumento da produção agrícola com o avanço tecnológico. Aos poucos essa teoria foi caindo em descrédito e desmentida pela própria realidade. O que ocorre na realidade é uma grande concentração de alimentos nos países ricos e uma má distribuição de alimentos nos países pobres.

2º Defensores da teoria de Malthus
Os opositores de Malthus por outro lado fizeram ressuscitar as ideias de Malthus através dos neomalthusianos. Estes cientistas (oriundos de países ricos) defendiam que o aumento da população se dava basicamente em maior intensidade nos países subdesenvolvidos. E isto implicaria no aumento da população pobre no mundo. E os governos locais desses países, no caso dos países subdesenvolvidos, tenderiam a gastar grande parte de seus orçamentos (recursos arrecadados em imposto) em programas sociais para ajudar os pobres em suas necessidades básicas como alimentação e saúde, etc.

Então Vamos a nossa aula propriamente dita!

O que era que os países ricos tinham haver com  o crescimento da população dos países pobres?

Bem pessoal! Na observação feita pelos demógrafos capitalistas essa pratica assistencialista nos países subdesenvolvidos afetaria diretamente a economia dos países industrializados, pois grande parte dessas indústrias estavam em estado de migração (dos países ricos para os subdesenvolvidos) e nesse caso, os setores produtivos dos países industrializados, seriam os mais atingido, pois não sobraria quase nenhum recurso financeiro nos países pobres para o desenvolvimento e incentivo de uma industrialização em estado de implantação que estava em fase de instalação nos países subdesenvolvidos.

Além disso,  uma população numerosa de pobres seria um obstáculo ao desenvolvimento e levaria ao esgotamento dos recursos naturais, ao desemprego e à pobreza. Enfim, ao caos social.
Os mais radicais pregavam que essa desordem social poderia levar até mesmo os países subdesenvolvidos a se alinhar com os países socialistas, que se expandiam naquele momento. Para evitar o risco, propunham a implantação de políticas de controle de natalidade, que se popularizaram com a denominação de “planeamento familiar”
SOLUÇÃO: Planejamento Familiar; Controle de Natalidade, propagandas (pílula, aborto, vasectomia, laqueadura); Medidas drásticas, rígidas (China)

Crítica a teoria neomalthusiana
Tira a responsabilidade dos países do Norte (exploração) pelo atraso e miséria dos países do Sul. Transfere para a população marginalizada.

Hoje se sabe que os neomalthusianos estavam equivocados pois o sucesso de um programa de controle de natalidade passa pela melhoria da qualidade de vida de um povo (educação, saúde, atendimento médico-hospitalar, renda etc)


Atividade de  Fixação do conteúdo estudado nas ultimas 4 aulas




1ª Questão: Observe a charge abaixo
Charge sobre o crescimento populacional
Charge sobre o crescimento populacional
Retirado de: <Discurso Retórico>. Acesso em: 10/10/2014.

O conteúdo da charge acima se alinha a que tipo de teoria demográfica?

(A) Neomalthusianismo, pois considera a pobreza como fruto da ausência de políticas de distribuição de remédios e de democratização da saúde.
(B) Reformista, pois critica as desigualdades sociais em razão do preconceito das classes mais abastadas da sociedade.
(C) Malthusianismo, por afirmar que as populações de elevada renda crescem em proporções menores do que as populações de baixa renda.
(D) Reformista, por apregoar o direito das camadas mais pobres das estratificações sociais de terem acesso aos medicamentos anticoncepcionais.
(E) Neomalthusianismo, por defender que as melhorias sociais manifestam-se a partir do controle do crescimento populacional por meio de métodos contraceptivos.

GEOGRAFALANDO COMENTA:
A  charge, em seu conteúdo, insinua que a causa de certas famílias viverem abaixo da linha da pobreza é o excesso de filho por mulher, ou seja, a elevada fecundidade. Com isso, o cartum aproxima-se dos ideais neomalthusianos, que admitem o uso de métodos contraceptivos para controle populacional.
Alternativa correta: letra E

2ª Questão: Thomas R. Malthus (1766-1834) defendia a tese de que a população crescia em patamares superiores aos da produção de alimentos, o que causaria graves convulsões sociais em razão do excesso de pessoas no mundo. Como solução para esse problema, Malthus propôs:
(A) a difusão de métodos de controle da natalidade, como medicamentos e acessórios que inibissem a natalidade.
(B) o controle moral da população de baixa renda, que só deveria ter filhos caso pudesse sustentá-los.
(C) a revolução na forma de produzir alimentos, que deveriam aumentar em termos quantitativos e qualitativos.
(D) a distribuição de renda, de forma que as populações mais ricas, em minoria, deveriam ceder mais recursos para a maioria pobre.
(E) a expansão de infraestruturas sociais, com melhorias também nos campos da saúde, educação e segurança.

GEOGRAFALANDO COMENTA:
Malthus, em virtude de sua filiação religiosa, era contrário ao uso de métodos contraceptivos e concebeu a ideia de “controle moral” da população. Segundo essa concepção, aqueles que não possuíssem condições de sustentar filhos não deveriam tê-los.
Alternativa correta: letra B

3ª Questão:Crítica social presente na charge de Angeli

Crítica social presente na charge de Angeli
Disponível em: <Jornal GGN>. Acesso em: 10/10/2014.

No charge, de Angeli, temos a evidência da seguinte teoria demográfica:

(A) Reformista ou marxista.
(B) Neomalthusiana.
(C) Ecomalthusiana.
(D) Transição demográfica.
(E) Malthusiana.

GEOGRAFALANDO COMENTA:
Na charge, o autor critica as relações de desigualdade social, algo que, entre as teorias populacionais, apenas a concepção reformista o faz.
Alternativa correta: letra A


4ª Questão: (UNIFAL 2008)
“O crescimento demográfico não é causa primeira do subdesenvolvimento, mas ele contribui poderosamente para o desenvolvimento das contradições econômicas, sociais e políticas. O número de camponeses sem terra e dos desempregados não cessa de crescer, certamente para o maior lucro, a curto prazo, dos industriais e proprietários fundiários, mas as tensões sociais não param de se ampliar. O aumento da população não é excessivo senão em relação a um crescimento econômico restrito, e o impulso demográfico não teria tomado tal velocidade e engendrado tais dificuldades se a natalidade tivesse progressivamente sido reduzida pelos efeitos de um desenvolvimento econômico e social.”

Adaptado de Lacoste, Ives. Geografia do subdesenvolvimento. 7 ªed. São Paulo: Difel, 1985. p.119-126.

A partir desse fragmento e das teorias sobre esse assunto, considere as afirmativas abaixo.

I - O autor retrata as ideias da teoria neomalthusiana, que se caracteriza pela explícita oposição às ideias malthusianas.
II - O autor propõe a adoção de uma política antinatalista rigorosa sem a qual não seria possível o desenvolvimento socioeconômico.
III - A solução para os problemas sociais e econômicos não pode basear-se, unicamente, na limitação dos nascimentos e, sim, em uma melhor distribuição de renda, o que melhora a qualidade de vida da população.

Marque a alternativa correta.

(A) Apenas I e II estão corretas.
(B) Apenas II está correta.
(C) Apenas III está correta.
(D) Apenas I e III estão corretas.


GEOGRAFALANDO COMENTA:

I – Falso – o autor não defende os ideais neomalthusianos, pois não defende o controle da natalidade como a resolução dos problemas demográficos.
II – Falso – o autor não propõe, em momento algum do texto, o uso de políticas natalistas.
III – Verdadeiro – o autor coloca que a melhoria das condições vida e da distribuição de renda seria o mais indicado para solucionar a questão relativa aos problemas demográficos.
Alternativa correta: letra C


AGORA É SUA VEZ........

5ª Questão: (UNIMONTES) O livro intitulado “Ensaio sobre o Princípio da População”, de Thomas Robert Malthus, mostra uma teoria demográfica que

(A) defende que o avanço tecnológico provoca a fome e o desemprego estrutural.
(B) explica que o crescimento populacional será reduzido com a urbanização.
(C) afirma que a fome é provocada pela desigualdade socioeconômica entre as pessoas.
(D) relaciona crescimento populacional com a fome.
6ª Questão: (Ibmec) O elevado nível de crescimento demográfico nos países pobres seria a causa principal de problemas como o esgotamento dos recursos naturais da Terra e o desemprego, razão pela qual a execução de uma política de controle da natalidade é recomendada, de acordo com a teoria:

(A) neoliberal
(B) contratualista
(C) neomalthusiana
(D) determinista
(E) socialista

7ªQuestão: (Ufrn) Para a explicação do crescimento da população e de sua relação com o desenvolvimento, algumas teorias foram formuladas: malthusiana, reformista e neomalthusiana. Os adeptos da teoria reformista:

(A) consideram que o rápido crescimento demográfico exerce pressão sobre os recursos naturais, sendo um sério risco para o futuro da humanidade.
(B) defendem a necessidade de reformas socioeconômicas que permitam a elevação do padrão de vida da população.
(C) defendem que o alto crescimento demográfico é causa da pobreza generalizada, sendo imprescindíveis reformas políticas rígidas de controle da natalidade.
(D) consideram o descompasso entre a população e os recursos necessários para a sua sobrevivência como causa para a existência da miséria do mundo.

8ª Questão: Quais dos slogans abaixo poderia ser utilizado para defender o ponto de vista neomalthusiano?

(A) "Controle populacional – nosso passaporte para o desenvolvimento."
(B) "População abundante, país forte!."
(C) "Sem reformas sociais, o país se reproduze não produz."
(D) "O crescimento gera fraternidade e riqueza para todos."
(E) "Justiça social, sinônimo de desenvolvimento."

9ª Questão: (Ufpe) Um estudo sobre a dinâmica e a distribuição da população de uma determinada área é realizado a partir do conhecimento e da compreensão dos seus indicadores demográficos. Em relação a alguns desses indicadores, analise as proposições abaixo.

Coloque (V) nos enunciados que seja(m) verdadeiro(s) e (F) para as que estejam Falsas.

( ) A densidade demográfica é obtida a partir da divisão da superfície territorial de um lugar pela sua população absoluta.
( ) O crescimento vegetativo é calculado com base nas taxas de natalidade, mortalidade e migração.
( ) O superpovoamento de uma área não é identificado apenas pela densidade demográfica mas também pelas condições socioeconômicas existentes.
( ) A taxa de mortalidade infantil identifica o número de óbitos de crianças menores de um ano.
( ) A taxa de fecundidade é um indicador populacional que influencia diretamente o comportamento de um outro indicador, o da natalidade.

Resposta:

10ª Questão: (UFRGS) Sobre a estrutura etária de uma determinada população e sua respectiva representação gráfica, considere as seguintes afirmações:

I – A pirâmide etária revela importantes aspectos da situação socioeconômica de uma população
II – O declínio nas taxas de natalidade causa um estreitamento na base da pirâmide
III – A redução nas taxas de mortalidade e o consequente aumento da expectativa de vida são representados pelo alargamento da base da pirâmide.

Quais estão corretas?

a) Apenas I
b) Apenas II
c) Apenas III
d) Apenas I e II
e) Apenas I, II e III

11ª Questão: (UEL) Leia os Textos I e II e responda às próximas 3 questões.

Texto I
Thomas Malthus (1766-1834) assegurava que, se a população não fosse de algum modo contida, dobraria de 25 em 25 anos, crescendo em progressão geométrica, ao passo que, dadas as condições médias da terra disponíveis em seu tempo, os meios de subsistência só poderiam aumentar, no máximo, em progressão aritmética.

Texto II
A idéia de um mundo famélico assombra a humanidade desde que Thomas Malthus previu que no futuro não haveria comida em quantidade suficiente para todos. Organismos internacionais – Organização das Nações Unidas, Banco Mundial e Fundo Monetário Internacional – chamaram a atenção para a gravidade dos problemas decorrentes da alta dos alimentos. O Banco Mundial prevê que 100 milhões de pessoas poderão submergir na linha que separa a pobreza da miséria absoluta devido ao encarecimento da comida. 
(Adaptado: FRANÇA, R. O fantasma de Malthus. Veja. 23 abr. 2008.)

Para K. Marx (1818-1883), a teoria malthusiana do crescimento populacional:

(A) permitia entender, de modo científico, as razões pelas quais os proletários teriam dificuldades para ascender socialmente.
(B) apresentava as bases adequadas sobre as quais se deveria elaborar a teoria do valor trabalho.
(C) reforçava valores da burguesia ascendente que, posteriormente a 1848, assumia posições cada vez mais conservadoras.
(D) era o primeiro passo na construção de uma teoria explicativa do real caráter de classe da sociedade burguesa.
(E) apreendia a essência do proletariado moderno e os motivos pelos quais a classe burguesa estaria fadada a desaparecer.

11ª Questão: Assinale a alternativa que identifica os fatores causadores da escassez de alimentos apontados pelos Textos I e II, respectivamente.

(A) Limites naturais e crescimento demográfico acelerado.
(B) Elevação dos custos de produção dos alimentos e empobrecimento
da população.
(C) Pauperização dos solos e subdesenvolvimento.
(D) Controle de natalidade e explosão demográfica.
(E) Produção insuficiente de alimentos e elevação dos preços dos alimentos.

12ª Questão: Com base nos Textos I e II e nos conhecimentos sobre o tema da fome no mundo, considere as afirmativas.

I. Nas previsões sobre o problema da fome, contidas nos Textos I e II, estão excluídas considerações sobre a heterogeneidade socioespacial desse problema na escala mundial.
II. No Texto I, a explicação sobre as causas da escassez de alimentos baseia-se em uma combinação de fatores dentre os quais está ausente a evolução da produtividade no setor primário da economia.
III. No Texto II, o crescimento populacional que culminará no aumento de 100 milhões de pessoas pobres no mundo é apontado como o responsável pela expansão da fome.
IV. No Texto II, para os organismos internacionais, as previsões de Malthus se confirmaram, pois a atual expansão do número de famélicos se deve à insuficiência estrutural da produção mundial de alimentos.

Assinale a alternativa correta.

(A) Somente as afirmativas I e II são corretas.
(B) Somente as afirmativas I e IV são corretas.
(C) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
(D) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
(E) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

13ª Questão: (FUVEST) " O crescimento populacional contemporâneo é responsável pela estagnação econômica do Terceiro Mundo."

" Os altos investimentos demográficos desviam os escassos recursos de capital do investimento produtivo."

" O planejamento familiar visa alterar as taxas de fertilidade sem precisar modificar as estruturas fundamentais da sociedade."

Estas afirmações integram uma doutrina demográfica:

(A) terceiro-mundista.
(B) neo-marxista.
(C) neo-malthusiana.
(D) muçulmana-xiiita.
(E) clerical-progressista.


14ª Questão: (UNISA) As declarações oficiais dos diversos governos do Brasil, em torno da necessidade de povoar o território brasileiro; as concessões de legislação trabalhista brasileira, como salário-família, o auxílio maternidade etc. levam a concluir que o Brasil adota uma política demográfica:

(A) Neomalthusiana;
(B) Natalista ou populacionista;
(C) antinatalista;
(D) contrária à teoria de Malthus;
(E) contrária ao crescimento vegetativo.

15ª Questão: (UNIVALE)

Sobre a ‘população’ a alternativa verdadeira é:

(A) Densidade demográfica é a divisão da população relativa pela área do local.
(B) A população relativa é o número total de habitantes de um local.
(C) Pode-se chamar uma área ou região de populosa quando ela possui uma grande população absoluta.
(D) As áreas onde a população absoluta é grande são chamadas de áreas de grande concentração populacional.
(E) As áreas anecumênicas são aquelas de grande concentração populacional. Geralmente são áreas urbanas, de grande concentração industrial.

16ª Questão:  UNISA) A capacidade de crescimento da população é infinitamente maior do que a capacidade de produção de alimentos na Terra.  Esse é o enunciado básico da doutrina de Malthus, que consiste no seguinte princípio:

(A) progressão aritmética da população e progressão geométrica dos alimentos.
(B) progressão geométrica da população e alta taxa de natalidade.
(C) progressão aritmética da população e baixa taxa de mortalidade.

(D) progressão geométrica da população e progressão aritmética dos alimentos industrial

2 comentários:

  1. Boa noite !
    O artigo sobre as teorias são muito boas, ainda mais pela diversidade de questões. Gostaria de pedir o gabarito dos exercícios acima.
    Desde já agradeço!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...