LEIA ANTES DE ACESSAR O CONTEÚDO

Este blog tem como objetivo, ser um complemento para alunos do ensino médio, no que refere as Ciência Humanas.


31/12/2014

1ª Aula SOCIOLOGIA: Mudança Social e Sociologia (Série: 3º Ano)


Fala Galera! Na aula de hoje vamos falar sobre mudança social e sociologia?

O que é mudança social??? São aquelas transformações e crises que ocorrem nas diversas sociedades e que trazem em seu seio o germe que provocam as modificações no curso de sua história. Podemos defini-la como toda transformação observável no tempo que afeta, de maneia que não seja provisória ou efêmera, a estrutura ou o funcionamento da organização social de uma determinada sociedade.

Quais foram os acontecimentos que ocorreram na Europa na Europa do século XVIII que possibilitaram o surgimento da sociologia no século XIX?

Foram dois acontecimentos que ocorreram no século XVIII. Galera! Vamos chamar esses dois acontecimentos de causas históricas.

O 1º acontecimento é de Ordem Histórico –Político e tratar-se da Revolução Francesa.
O 2º acontecimento é de Ordem sócio-econômico e tratar-se da Revolução Industrial.

As transformações ocorridas por essas revoluções foram fundamentais para o fim do socialismo e para o inicio de uma nova sociedade. Essa nova sociedade respirava os ares do progresso!!

Mas de onde provinha esses novos ares?

Galera! As raízes históricas desse ideal de progresso tinha a sua gêneses no pensamento grego (sofista).

IMPORTANTE:
Desde a antiguidade, o ideal do progresso esteve presente no imaginário de todas as sociedades, mas foi somente no século XVIII com a eclosões das Revoluções Francesa e Industrial e posterior  com a eclosão do movimento filosófico do ILUMINISMO  na Europa do século XIX, que foi possível o surgimento da sociologia.

Dentro do contexto histórico do século XIX, podemos dizer que o ideal do progresso ocupou um lugar de destaque e permeou o pensamento de muitos autores iluminista.

Então galera! É em cima, desse contexto histórico (dessas duas revoluções = francesa e industrial) é que Augusto Comte vai analisar a sociedade de sua época = Europa do final do séc. XVII e inicio do Séc. XIX e especificamente a França.

CONTEXTUALIZANDO:
Augusto Comte nasceu em meio a essa d desorganização social generalizada da sociedade europeia. Um período de desordem moral que era uma consequência direta do desenrolar das revoluções francesas e industrial que acabam por lança as bases para a construção de uma nova configuração da sociedade europeia no século XIX. 

Bem!! Para Comte, não bastava olhar para a sociedade de forma ingênua. Era preciso que existisse um Método. Pois para ele tanto a revolução francesa quanto a revolução industrial causaram na sociedade europeia uma desfragmentação social e desordem moral. Onde a sociedade estava socialmente e moralmente desorganizada.

Então o que fazer para entender a realidade social  das Europa do inicio do século XIX? 

Galera!! Ao realizar a leitura da realidade dessa sociedade o que mais incomodava Comte eram os PROBLEMAS SOCIAIS em que a maior parte da população europeia estavam passando.

Ao invés de ver:

- Fraternidade
- Prosperidade
- Igualdade
- Liberdade
- Lucro

Augusto Comte via:

- Desemprego
- Descriminação
- Desigualdade social
- Exploração
Então como deveria se proceder a análise da sociedade europeia que mergulhada em uma desorganização moral social?

Comte propôs a criação de uma disciplina, que tratasse exclusivamente do estudo e análise da sociedade. Pois segundo ele existia a necessidade de se fazer uma análise metodológica, e sistemática da sociedade.

E foi o que ele fez! Comte criou uma disciplina no mesmo formato da disciplina acadêmicas universitárias de seu tempo, como: Biologia, Filosofia etc.. A essa disciplina que ele criou ele a chamou de Física Social. O termo sociologia só vai ser empregado a disciplina ou ciência social mais a frente por Durkheim.

QUESTÕES DE VESTIBULARES:

1ª Questão: A Sociologia surgiu tendo em vista diversas situações vinculadas às revoluções:

(A) Russa e Mexicana;
(B) Francesa e Russa
(C) Mexicana e Francesa
(D) Francesa e Industrial
(E) Mexicana e Chinesa

2ª Questão: (UFMA) Os principais fatos histórico-sociais que propiciaram o surgimento da sociologia foram:

(A) a Revolução dos cravos em Portugal e a Revolução Moçambicana.      
(B) a Revolução Industrial e a Revolução Francesa.
(C) a Revolução Russa e a Revolução Chinesa
(D) a Revolução Mexicana e a Revolução Nicaragüense.
(E) a Revolução Cubana e a Revolução Chinesa.

3ª Questão: (UFU) A respeito do contexto histórico de emergência da Sociologia, marque a alternativa correta.

(A) A crescente legitimidade científica do saber sociológico, produzido por autores como Auguste Comte e Émile Durkheim, deveu-se à sua forte crítica ao Iluminismo.
(B) A Sociologia consolidou-se, disciplinarmente, em resposta aos novos problemas e desafios desencadeados por transformações sociais, políticas, econômicas e culturais, cujos marcos históricos principais foram a Revolução Industrial e a Revolução Francesa.
(C) Um dos principais legados do Iluminismo foi a crítica severa às concepções científicas da realidade social, combinada com a reafirmação de princípios e interpretações de cunho religioso.
(D) Herdeira direta das transformações sociais desencadeadas pela Revolução Industrial e pela Revolução Francesa, a Sociologia ignorou os métodos racionais de investigação em favor do conhecimento produzido pelo senso-comum.

4ª Questão: UEMA (2008) A Sociologia constitui em certa medida uma resposta intelectual às novas situações colocadas pela revolução industrial. Boa parte de seus temas de análise e de reflexão foi retirada das novas situações, como exemplo, a situação da classe trabalhadora, o surgimento da cidade industrial, as transformações tecnológicas, a organização do trabalho na fábrica etc.

Do texto, depreende-se que:

MARTINS, Carlos B. O que é sociologia. São Paulo:
Brasiliense, 1982. Coleção Primeiros Passos.

Do texto, depreende-se que

(A) a Sociologia surge para resolver os problemas advindos com as grandes revoluções ocorridas no século XVIII e manter o status quo da classe dominante.
(B) os temas tratados pela Sociologia voltam-se para a solução de conflitos de classe e visam à transformação do status quo da classe dominante no capitalismo.
(C) a sociedade industrial coloca questões como a organização do trabalho, as inovações tecnológicas e o conflito de classes, objetos de estudo da Sociologia funcionalista.
(D) o pensamento sociológico volta-se, de maneira divergente, para a análise do social como problema fruto da situação vivida no contexto do século XVIII.
(E) as conseqüências sociais decorrentes das grandes revoluções ocorridas no século XVIII no mundo europeu são analisadas unilateralmente pela Sociologia.
5ª Questão: U.E. Londrina/PR (2007)
“[...] a sociologia, enquanto disciplina, desenvolvera-se no decurso da segunda metade do século XIX, principalmente a partir da institucionalização e da transformação, dentro das universidades, do trabalho realizado pelas associações para a reforma da sociedade, cujo programa de ação se tinha ocupado primordialmente do mal-estar e dos desequilíbrios vividos pelo número incontávelda população operária urbana.”

Fundação Calouste Gulbenkian. Para Abrir as
Ciências Sociais. São Paulo: Editora Cortez, 1996, p. 35.

Com relação ao contexto histórico e intelectual da emergência da Sociologia como disciplina científica, assinale a alternativa correta.

(A) A crise do Iluminismo e a consequente descrença no potencial emancipatório e libertário da ciência e das invenções tecnológicas, experimentadas de maneira marcante a partir do século XVIII, impulsionaram o desenvolvimento da Sociologia.
(B) A Sociologia é herdeira direta das tradicionais concepções de mundo religiosas que tiveram reforçadas a legitimidade e a capacidade explicativa, a partir do século XVI, ocasião em que novas formas de sociabilidade emergiram na esteira do desenvolvimento do Estado Moderno e da economia de mercado.
(C) A emergência e consolidação institucional da Sociologia ocorreram em um cenário intelectual caracterizado pelo otimismo quanto à capacidade da “Razão” de proporcionar explicações objetivas para os novos padrões de convivência e comportamento social, que floresciam nas sociedades europeias  modernas.
(D) A Sociologia constituiu-se como disciplina científica na contramão dos valores, ideais e formas de sociabilidade tradicionais que ganharam expressão renovada, a partir do século XVIII, com o advento das Revoluções Francesa e Inglesa.

6ª Questão: Weber afirma que podemos pensar em diferentes tipos de ação social. Quais são elas?

(A) Ação tradicional, ação afetiva, ação racional com relação a valores, ação racional com relação a fins.
(B) Ação tradicional, ação afetiva, ação racional com relação ao financeiro, ação racional com relação à religião de um povo.
(C) Ação cultural, ação filosófica, ação sociológica, racional com relação às ciências.
(D) Ação racional com relação a valores, ação racional com relação a fins, ação irracional, ação apaixonada.
(E) Ação afetiva, ação racional, ação tecnológica, ação científica.

6ª Questão: (UFMA) Os principais fatos histórico-sociais que propiciaram o surgimento da sociologia foram:

(A) a Revolução Russa e a Revolução Chinesa.
(B) a Revolução Mexicana e a Revolução Nicaragüense.
(C) a Revolução Cubana e a Revolução Chinesa.
(D) a Revolução dos cravos em Portugal e a Revolução Moçambicana.
(E) a Revolução Industrial e a Revolução Francesa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...