LEIA ANTES DE ACESSAR O CONTEÚDO

Este blog tem como objetivo, ser um complemento para alunos do ensino médio, no que refere as Ciência Humanas.


09/04/2014

Exercícios Avaliativos - Projeções Cartográficas - 01

(UNICAMP) Abaixo é reproduzido um mapa-múndi na projeção de Mercator. É possível afirmar que, nesta projeção:
 

(A) os meridianos e paralelos não se cruzam formando ângulos de 90°, o que promove um aumento das massas continentais em latitudes elevadas.
(B) os meridianos e paralelos se cruzam formando ângulos de 90°, o que distorce mais as porções terrestres próximas aos polos e menos as porções próximas ao Equador.
(C) não há distorções nas massas continentais e oceanos em nenhuma latitude, possibilitando o uso deste mapa para a navegação marítima até os dias atuais.
(D) os meridianos e paralelos se cruzam formando ângulos perfeitos de 90°, o que possibilita a representação da Terra sem deformações.

(UFLA) Observe a relação abaixo:



Sobre a projeção apresentada, é INCORRETO afirmar que:
(A) reproduz, mais precisamente, as regiões situadas em baixa latitude.
(B) pelo processo de construção, a projeção deve ser classificada como cilíndrica.
(C) é uma projeção que se preocupa basicamente com a forma.
(D) prioriza o tamanho relativo de cada área específica do planeta.


(UEPI) Os sistemas de projeção são indispensáveis para a elaboração de qualquer tipo de mapa. Com relação a esse assunto, observe o mapa a seguir e assinale o sistema de projeção correspondente.


(A) Projeção Azimutal Equidistante Polar.
(B) Projeção Poligonal.
(C) Projeção Cilíndrica.
(D) Projeção Policônica.
(E) Projeção Ortogonal.

(UEMG) Analise as informações e as ilustrações seguintes:

“A transferência de uma imagem da superfície curva da esfera terrestre para o plano da carta sempre produz deformações, isoladas ou conjuntas, de várias naturezas: na forma, em área, em distâncias e em ângulo. As projeções cartográficas foram desenvolvidas para tentar oferecer uma solução conveniente para essas dicotomias”.


BOCHICCHIO,Vincenzo Raffaele. Atlas Mundo Atual. Ed. Atual. 2003.

Considere os conceitos, a seguir, que relacionam as informações do texto com as ilustrações 1, 2 e 3, acima. Depois, assinale a alternativa que aponta a sequência correta dessa relação.

(....) os meridianos convergem para os pólos e os paralelos são arcos concêntricos situados a igual distância uns dos outros.
(....) a projeção deforma as superfícies nas altas latitudes, mantendo as baixas latitudes em forma e dimensão mais próximas do real.
(....) a construção se organiza em volta de um ponto central chamado “centro de projeção”.

Está CORRETA a relação sequencial indicada em:
(A) 1 – 2 – 3
(B) 2 – 3 – 1
(C) 3 – 1 – 2
(D) 1 – 3 – 2
(E) 3 – 2 – 1 

05. (UFSCAR) A figura é uma proposta de representação cartográfica, defendida pelo administrador de empresas Stephen Kanitz.


(Um mapa verdadeiramente brasileiro. Disponível em: www.kanitz.com.br/Brasilmapa.htm. Acessado em 28.07.2008.)

Pode-se afirmar que ela se fundamenta numa projeção cartográfica:

(A) viável, pois embora invertida, não incorre em deformações na representação da superfície da Terra.
(B) impossível, pois omite as nações mais ricas do globo, que detêm o poder político, econômico e militar.
(C) possível, mostrando que a escolha dos referenciais cartográficos tem componentes político-ideológicos.
(D) correta, pois se utiliza da projeção cilíndrica de Peters para dar ênfase ao hemisfério meridional.
(E) incorreta, pois não respeita as normas básicas da projeção de Mercator, a mais correta das projeções.

 (UESPI) Todo mapa é confeccionado num determinado sistema de projeção. Observe o mapa a seguir e assinale o tipo de projeção em que foi desenhado.






(A) Cônica.
(B) Policônica.
(C) Cilíndrica.
(D) Circular.
(E) Esférica.

(UNIMONTES) Observe a figura.


Fonte: Moreira; Sene, 2004.

A partir da projeção dos meridianos e paralelos geográficos, a forma cartográfica representada na figura é construída em:

(A) um cilindro tangente à superfície de referência, desenvolvendo, a seguir, o cilindro num plano.
(B) uma esfera tangente à superfície de referência, desenvolvendo, a seguir, o globo num plano.
(C) um cone tangente à superfície de referência, desenvolvendo, a seguir, o cone num plano.
(D) qualquer ponto da superfície de referência por um pedaço de papel num plano.

(PUC-PR) Observe com atenção o mapa abaixo.


(Mapa da Projeção de Gall-Peters)

O planisfério abaixo foi elaborado cartograficamente por meio da Projeção de Gall-Peters, concebida inicialmente por James Gall no final do século XIX e retomada por Arno Peters a partir da metade do século seguinte, cujo contexto político-econômico, fortemente o influenciou para o desenvolvimento desse mapa. Assinale a alternativa cuja característica corresponde ao mapa de Gall-Peters:

(A) Corresponde a uma projeção do tipo cônica, que distorce as áreas situadas nas baixas latitudes e torna mais fiel a representação das regiões de média e elevada latitudes.
(B) Trata-se de uma projeção equivalente que objetiva representar um retrato mais ou menos fiel do tamanho das áreas, o que faz a África e a América do Sul ganharem mais destaque do que quando representadas na Projeção de Mercator.
(C) É uma projeção, cuja principal qualidade está no respeito às formas dos continentes, procurando representá-las com fidelidade, ao contrário das áreas que são mostradas de maneira desigual, sendo maiores próximas aos pólos e reduzidas na faixa intertropical.
(D) A disposição perpendicular da rede de paralelos e meridianos nesse mapa revela que a projeção de Gall-Peters é do tipo azimutal ou polar.
(E) Peters, que retomou a elaboração dessa projeção durante o período da “Guerra Fria”, procurou ressaltar no mapa, a partir da representação das dimensões das áreas, a superioridade dos Estados Unidos sobre as demais porções do globo

(UESC) Os conhecimentos sobre projeções cartográficas e uso de mapas possibilitam afirmar:
(A) A projeção azimutal fornece uma visão eurocêntrica do mundo e, por isso, ela não é mais utilizada.
(B) As distorções da representação, nas projeções cilíndricas, são maiores no Equador e menores nos pólos.
(C) A projeção de Peters é a única que não pretende privilegiar nenhum continente, porque ela reproduz rigorosamente a realidade.
(D) As projeções cartográficas permitem que, na construção dos mapas temáticos, os meridianos e os paralelos terrestres sejam transformados de uma realidade tridimensional para uma realidade bidimensional.
(E) A projeção cônica só pode ser utilizada para representar grandes regiões, porque as distorções são pequenas entre os trópicos, não representando, portanto, a realidade das áreas mapeadas.

(UNIRIO) Em 1569, o cartógrafo Gerhard Mercator propôs a projeção do globo que se tornou a mais difundida até hoje - a projeção de Mercator. Do ponto de vista ideológico, a concepção desse planisfério traduz uma visão particular da realidade que se caracteriza pela:

(A) inversão na posição dos hemisférios.
(B) inexatidão no contorno das formas dos continentes.
(C) falta de proporção na representação do continente africano.
(D) deformidade das áreas mais próximas aos pólos.
(E) centralização do mapa no continente europeu.

(UNIFESP) Observe o mapa, centrado num ponto do Brasil, que pode ser empregado para uma avaliação estratégica do país no mundo.



Esse mapa foi desenhado segundo a projeção:

(A) de Mercator.
(B) cônica eqüidistante.
(C) azimutal.
(D) de Peters.

(UFC) Apoiando-se em pressupostos da geopolítica associada à cartografia, analise itens relativos à representação cartográfica constante na figura a seguir.



I. É um mapa básico que indica a localização e a configuração exata dos continentes com suas devidas proporções geométricas.
II. Caracteriza-se como uma representação cartográfica com fins geopolíticos, apresentando o Brasil numa posição privilegiada em relação a outros países.
III. Considerando o formato da Terra, pode-se afirmar que o mapa analisado é o mais preciso na representação dos continentes existentes.

Da leitura das afirmações acima, é correto afirmar que:

(A) apenas I é verdadeira.
(B) apenas III é verdadeira.
(C) apenas I e II são verdadeiras.
(D) apenas II e III são verdadeiras.
(E) apenas II é verdadeira.

(UFSCAR)



Durante os anos 1970, esse mapa era visto como uma reação simbólica dos países subdesenvolvidos – o Sul geoeconômico – contra a cartografia tradicional, em especial a projeção de Mercator, que mostra o norte “acima” do sul e a Europa no centro. Mas essa idéia logo foi abandonada por falta de consistência. Analise as seguintes afirmativas sobre essa questão:

I. A projeção de Peters mostra a proporção exata de cada área sem distorcer os seus formatos.
II. O impacto político-ideológico de se colocar o sul “acima” do norte é diminuído ou anulado pelo fato de que a imensa maioria dos países está no hemisfério norte, sendo o sul mais oceânico.
III. Tanto faz colocar o norte ou o sul na parte de cima do mapa, pois a posição mais correta para analisar um mapa é na horizontal, estando ele sobre uma mesa.
IV. A projeção de Peters é melhor para a navegação do que a de Mercator.

As afirmativas corretas são:

(A) II e III.
(B) I e II.
(C) III e IV.
(D) I e IV.
(E) II e IV.

(PUC-PR) Observe as representações do continente africano, realizadas por meio das projeções de Mercator e de Peters.


Adaptado de Oswald Freyer – Eimbeke, p.40)

Assinale a alternativa correta:

(A) Na projeção de Peters, as distâncias entre os paralelos crescem à medida em que se afastam do Equador, gerando um aumento exagerado das áreas localizadas próximas aos pólos.
(B) A projeção de Mercator não se presta para a comparação das áreas das superfícies ou para medir distâncias, uma vez que foi criada para atender às necessidades de navegação do século XVI.
(C) Tanto a projeção de Mercator como a de Peters falseiam a superfície dos continentes, seja pela deformação latitudinal (Mercator) ou pela deformação longitudinal (Peters).
(D) Por situar a África no centro, a projeção de Peters torna a África maior do que de fato ela é, se comparada aos demais continentes.
(E) Os mapas de Peters e de Mercator, por se tratarem de projeções cilíndricas, não causam nenhuma deformação na representação de qualquer região do globo terrestre em um plano.

(FUVEST) Analise os mapas abaixo e assinale a alternativa que indique a resolução cartográfica MAIS ADEQUADA para representar, com precisão, as distâncias da cidade de São Paulo em relação às várias localidades do mundo.



(A) II - Projeção Cilíndrica Conforme (Mercator).
(B) I - Projeção Azimutal Eqüidistante (Soukup).
(C) III - Projeção Equivalente Interrompida (Good).
(D) IV - Projeção Equivalente (com base em Mollweide).
(E) V - Projeção Cilíndrica Equivalente (Peters).

16. (UFES) "Olhar os mapas pode ser esclarecedor. Olhar para eles de ângulos novos pode ser ainda mais esclarecedor." (The Economist, 14.01.95. APUD Magnoli, 1993).



Considerando a afirmação anterior, analise o emblema oficial da ONU, que utiliza um mapa com projeção azimutal equidistante, e indique a alternativa que explica a representação do mundo expressa no emblema.

(A) A centralização do Pólo Sul reunindo os continentes em torno dele.
(B) A Eurásia no centro, com os outros continentes em torno dela.
(C) O Pólo Norte ao centro e as terras do Hemisfério Sul ao longe, distorcidas.
(D) Os continentes reunidos, simbolizando a Pangéia.
(E) Um aglomerado aleatório dos continentes, a partir da centralização da América.

(FUVEST) A partir de seus conhecimentos sobre projeções cartográficas e analisando a que foi utilizada no mapa a seguir, você pode inferir que se trata da projeção:



(A) de Mercator, adequada para estabelecer a direção das rotas comerciais marítimas.
(B) de Peters, adequada para representar a área dos continentes, sem deformações.
(C) cilíndrica, adequada para a representação centrada nas regiões polares.
(D) polar, adequada para representações geoestratégicas e geopolíticas.
(E) cônica, adequada para representar as regiões de latitudes médias.

(UFES) As figuras a seguir mostram o mundo representado em projeções cartográficas diferentes. Analisadas as figuras acima, é CORRETO afirmar que:



(A) ambas as projeções são cilíndricas, sendo que a de Mercator é equivalente e a de Peters é conforme.
(B) a projeção de Mercator conserva as áreas dos continentes e, por esse motivo, é chamada de eurocêntrica.
(C) a projeção de Peters é eqüidistante, ou seja, mantém a proporcionalidade real nas medidas de distâncias e ângulos.
(D) a projeção de Peters é a mais adequada para a representação dos países do Terceiro Mundo, pois mantém as formas em proporção correta.
(E) a projeção de Mercator é conforme, ou seja, conserva as formas dos continentes e é a mais adequada para a navegação marítima.

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...