LEIA ANTES DE ACESSAR O CONTEÚDO

Este blog tem como objetivo, ser um complemento para alunos do ensino médio, no que refere as Ciência Humanas.


06/05/2013

HIDROGRAFIA BRASILEIRA: Noções gerais



Olá pessoal, nessa aula vamos estudar a hidrografia brasileira, suas peculiaridades, como o seu aproveitamento econômico, e principalmente a questão energética. OK! 

NOÇÕES PRELIMINARES:

A hidrografia brasileira ela é marcada por rios que predominantemente tem algumas características que nos chama atenção!

Tipo de Rios: Perenes (não secam)
Primeiramente são perenes, ou seja, prevalecem no Brasil rios que não secam em nenhuma época do ano. A Grande exceção seria a região nordestina onde tem uma grande área em o índice de chuva é muito baixo, e muitos rios ali, secam numa época do ano.

Tipo de Regime: Pluvial Tropical (verão= chuvas)
Outra particularidade é que nós temos rios predominantemente com regimes pluviais, significa dizer que são rios que surgem a partir das águas das chuvas. E como o Brasil é um país predominantemente tropical, significa que as chuvas acontecem principalmente no verão. 
 
O que significa dizer dizer isso?

Já que o verão apresenta muita chuvas, é exatamente nesse período que os rios apresentam os maiores volumes de água. 

O inverno é o período em que chamamos vazante. É o período em que os rios secam!

Tipo de Drenagem: Exorreica (desaguam no mar)


O tipo de drenagem que predomina no Brasil ela tem um nome meio estranho, a gente fala que é uma drenagem exorreica! E o que significa dizer que existe drenagem exorreica?

Significa dizer que os rios brasileiros , eles desaguam no MAR. A maior parte dos rios do Brasil desaguam exatamente no oceano Atlântico. 


 Tipo de Relevo: Planaltos (Quedas dágua)          

E por ultimo, a gente tem aqui um relevo predominantemente planáltico. E isso influencia também os rios. Afinal de contas, em áreas planalticas é muito comum a presença de quedas d'água, e assim os rios brasileiros com muitas quedas d'águas são muito propício e interessantes para a instalação de hidrelétricas.

Vale destacar ainda que muitos rios brasileiros hoje, tem suas águas desviadas para agricultura (a agricultura é a atividade tanto no Brasil quanto no mundo que mais utiliza águas) onde os rios brasileiros apresentam impacto e um impacto ecológico negativo devido as esses desvios relacionados a agricultura comercial.

Com base nessas informações vamos agora falar um pouco das principais bacias hidrográficas brasileiras. Galera no Brasil existem muitas bacias. Quais são as mais importantes?

Galera essas são as principais bacias hidrográficas brasileiras. Agora vamos falar um pouco de cada uma delas. Então vamos lá!

- Bacia Amazônica (seu nome faz menção ao seu rio principal o rio amazonas)  


Bacia Amazônica
Começando pela maior de todas. A bacia amazônica, ela cobre uma parte muito grande do território brasileiro. Pra você ter uma ideia a bacia amazônica ela possui cerca de 70% de toda água doce da superfície nacional. E nela temos mais da metade do território brasileiro sendo coberto por ela!

Uma outra particularidade dessa bacia que nos chama atenção é que ela é a bacia que detém vários recordes, sendo um deles o de apresentar o maior volume de água do planeta. E o mais curioso é que ela é também a área do território brasileira onde a população tem o mais baixo consumo água por pessoa! Afinal de contas é uma região desprovida de habitantes, com pouca população, logo o consumo de água é também muito baixo.

Outra característica é o fato de a pesar dos rios amazônicos terem muitos trechos navegáveis, essa bacia é a que tem o maior potencial para a instalação de novas usinas hidrelétricas, devido ao grande volume de água e também devido a presença de quedas d'águas principalmente próximas as nascentes dos rios que formam essa bacia. Tanto que novos projetos hidrelétricos vem sendo implementados nessa área nos últimos anos.


- Bacia do TocantinsAraguaia (também uma bacia que vai apresentar os nomes dois principais rios, que a compõem
 
Bacia Tocantins -Araguaia:
Outra bacia importante é a Tocantins-Araguaia, podemos dizer que essa é a maior bacia que o Brasil tem totalmente localizada em seu território. Até porque a bacia amazônica a gente divide com outros três países sul-americanos. Tocantins -Araguaia não! Ela está totalmente localizada em território nacional.

Essa bacia tem uma particularidade interessante. A gente tem aqui a presença de uma usina chamada TUCURUÍ, essa é uma das maiores usinas hidrelétrica do Brasil, e a sua construção teve como um dos grandes motivos abastecer projetos de mineração dessa região norte do Brasil. Ou seja, existe aqui um grande projeto chamado CARAJÁS e a energia produzida em Tucuruí entre outras coisas é para abastecer essa região mineradora.

Bacia do São Francisco (vários são os rios nessa região que desaguam no grande rio São Francisco)

 
Bacia São Francisco:
 Outra bacia importante é a do São Francisco. A bacia do São Francisco é a segunda maior bacia totalmente localizada no território brasileiro. Galera! O rio São Francisco, ele tem sua nascente em Minas Gerais, na região Sudeste,  especificamente numa área chamada de serra da Canastra, uma região que tem o clima tropical (bem úmido) e a sua foz se localiza entre a divisa de Sergipe e Alagoas na região Nordeste, onde desagua no Oceano Atlântico. 

Nesse, trajeto em que o São Francisco faz, desde a sua nascente até chegar à sua foz, ele atravessa uma grande área do semi-árido nordestino (a região mais seca do país), e esse é um dos fatores que torna o São Francisco muito importante, não só no ponto de vista econômico, mas também no ponto de vista social. Do ponto de vista econômico, essa bacia conta com rios que apresentam vários trechos navegáveis, como também muitas quedas-d'água, fato que permitiu a instalação de algumas usinas. Do ponto de vista social existe um projeto de transposição das águas do São Francisco, a ideia é retirar águas do rio e distribuir (mandar) para as áreas mais secas do do Brasil, no chamado polígono das secas. Um dos principais motivos seria a utilização das águas para acabar com o problema da falta de água nos periodos de longas estiagem na região do semi-árido  e que serviria também para irrigar extensas áreas no interior nordestino e acabar com a falta de água que dizima plantações e rebanhos de animais inteiros! O que ocasiona também a imigração forçada de milhares de nordestino  para a região Sudeste principalmente para as Rio/São Paulo) isso no passado, agora na atualidade essas imigrações ocorrem para as principais  metrópoles dessa região.     

  
Baia do Paraná  

Na área dessa bacia existe vários projetos importante até por ser uma das áreas de maior dimica econômica do país.   
O primeiro deles faz menção a uma hidrovia, existe vários trechos nessa bacia com potencial para navegabilidade, e existe a famosa hidrovia tieté-paraná, uma hidrovia que pega água desses dois rios      


Bacia do Uruguai  Nessa bacia apresenta muitas usinas hidrelétricas e a maior de todas é chamada de ITAIPU essa que é uma das maiores usinas do planeta e que muito produz energia para abastecer a região Centro-Sul do Brasil. 





  






Olá pesoal, nessa aula vamos estudar a hidrografia brasileira, suas peculiaridades, como o seu aproveitamento econômico, e principalmente a questão energetica. OK! 




A Política Estadual de Recursos Hídricos, a partir de 1991, determina, para o Estado de São Paulo, a Bacia Hidrográfica como unidade físico-territorial de planejamento, tendo os Comitês de Bacias como os órgãos gestores.





Destacam-se quatro grandes bacias hidrográficas no Brasil: Amazonas, Platina (Paraná, Paraguai e Uruguai), Tocantins-Araguaia e São Francisco.
Os rios que não pertencem a nenhuma bacia dessas quatro mencionadas são agrupadas em bacias secundárias: Nordeste, Leste e Sul-sudeste.
O Brasil por apresentar rio predominantemente de planalto, possui um grande potencial hidrelétrico, que explica que 93,68% da geração de eletricidade provém da fonte hidráulica.
Quanto a vazão: Veja a tabela abaixo:












A) Amazônica: Maior bacia do Brasil e do mundo, possui como rio principal o Amazonas, que recebe esse nome a partir da junção dos rios Negro e Solimões, próximo a Manaus (AM). O rio Amazonas é um rio de planície, muito usado para a pesca e navegação local.

O Amazonas é o único rio brasileiro com regime misto, pois nasce na Cordilheira dos Andes (no Peru, com o nome de Ucayali), sendo abastecido pelo degelo dos Andes e pelas chuvas da região equatorial. Por estar próximo do Equador e correr no sentido dos paralelos, possui duplo período de cheias: de final/começo de ano – afluentes da margem direita (sul) e de meio de ano – margem esquerda (norte). Sua foz é mista, na região da Ilha de Marajó

Pororoca: é o nome do fenômeno de encontro das águas do rio Amazonas com o Oceano Atlântico, que provoca grandes ondas.

Potencial hidrelétrico amazônico: a bacia Amazônica tem grande potencia hidrelétrico, mas isso não se refere ao rio Amazonas, que é de planície. Isso se refere aos seus afluentes que descem do Planalto das Guianas (norte) e dos planaltos da região central do Brasil (sul).

B) Do Tocantins (ou Araguaia-Tocantins): Corre no leste da região norte, do sul para o norte. Também é muito usado pela população local para pesca e transporte (cursos médio e, principalmente, baixo). Deságua junto com o rio Amazonas, próximo à Ilha de Marajó.
C) Do São Francisco: É uma bacia muito importante para o nordeste. O São Francisco é perene e grande, atravessa uma parte significativa do sertão semi-árido nordestino e abastece a região. Em seu curso médio tem sido desenvolvida uma fruticultura irrigada de grande qualidade. Nasce no sul de Minas Gerais e é um rio planáltico e muito usado para a geração de energia, além do abastecimento local.
O São Francisco também é conhecido como “Velho Chico”, “Rio da Unidade Nacional” (é o maior rio que corre inteiramente em território brasileiro) ou “Nilo Brasileiro”.


DE OLHO NO ENEM - EXERCÍCIOS PROPOSTOS:


1ª Questão: UFCG - Riacho do Navio corre pro Pajeú


O rio Pajeú vai despejar no São Francisco
O rio São Francisco vai bater no meio do mar
O rio São Francisco vai bater no meio do mar
(Riacho do Navio – Luis Gonzaga e Zé Dantas)


Considere as proposições sobre o sistema hidrográfico descrito na estrofe da canção e, em seguida, assinale as corretas.



I) A estrofe da canção descreve a hierarquia entre alguns cursos fluviais que formam a bacia hidrográfica do rio São Francisco. Nessa hierarquia, o São Francisco é o rio principal, o Pajeú é o rio afluente e o riacho do Navio, o subafluente.
II) A rede hidrográfica descrita na estrofe da canção apresenta um padrão de drenagem exorreico. Dessa forma, a água captada pelo curso principal (o rio São Francisco) é lançada para fora do território brasileiro, no Oceano Atlântico.
III) O riacho do Navio e os rios Pajeú e São Francisco são cursos fluviais que, por cortarem uma área nordestina de domínio do clima semi-árido, apresentam regime de cheias intermitente ou temporário.
IV) A rede hidrográfica descrita na letra da canção apresenta um padrão de drenagem endorreico. Assim, toda a água
capturada pelo seu curso principal (o rio São Francisco) circula para o interior do território brasileiro e é despejada no rio Tocantins.
V) O riacho do Navio e os rios Pajeú e São Francisco são cursos fluviais permanentes que formam uma das bacias hidrográficas agrupadas do Nordeste brasileiro.



Estão corretas:

a) I, II e III.

b) I, III e IV.
c) III e IV.
d) I, IV e V
e) I e II.


Habilidade: H27 - Analisar de maneira crítica as interações da sociedade com o meio físico, levando em consideração aspectos históricos e(ou) geográficos.
A resposta Correta é a letra: E


2ª Questão: UFTM -  Leia o texto.



Apesar de a irrigação ser necessária e urgente, não se deve esquecer que, fora das margens dos dois rios perenes (São Francisco e Parnaíba), só se pode irrigar menos de 1% dos 118 milhões de hectares do Polígono das Secas. É preciso, portanto, ao lado da irrigação, desenvolver uma tecnologia apropriada ao aproveitamento das áreas secas marginais. A utilização de plantas e animais resistentes à seca, nas terras não irrigadas, é uma exigência para o desenvolvimento harmônico da região.


Fonte: Benedito Vasconcelos Mendes. Plantas e animais para o Nordeste.



Com base nos conhecimentos sobre a região Nordeste e o problema da seca e analisando o conteúdo do texto, pode-se inferir que



a) a construção de grandes barragens, como as existentes no rio São Francisco, é necessária para tornar perenes os rios do Polígono das Secas, permitindo sua utilização por meio da irrigação

b) a seca afeta uma pequena parte do sertão semiárido, pois a maior parte das terras sertanejas faz parte das bacias dos rios Parnaíba e São Francisco.

c) grandes projetos, como a transposição do rio São Francisco, possuem um alcance restrito, pois as redes de canais terão abrangência limitada, em relação à extensão do Polígono das Secas.

d) a pecuária é a atividade mais adequada para as áreas do sertão semiárido distantes das fontes hídricas, pois utiliza pouca água e não necessita de irrigação.
e) o principal entrave para o desenvolvimento econômico do sertão nordestino é a falta de água, pois as únicas áreas economicamente viáveis são as margens dos rios perenes.


Habilidade: H28 - Relacionar o uso das tecnologias com os impactos sócio-ambientais em diferentes contextos histórico-geográficos
A resposta Correta é a letra: C



3ª Questão: -  UEMG
O Raso da Catarina
“É uma terra inóspita, pouco habitada, atravessada pelo rio da integração nacional e cercada por florestas de espinhos e urtigas. Nessa área existem imensos paredões, cânions, torres e muralhas escavados pela erosão e esculpidos pelo vento, onde a paisagem é formada pelos mais legítimos representantes da vegetação local, como aroeiras, angicos, imburanas e cactos. Assim, muitos descrevem o Raso da Catarina, região que possui 6.400Km2 de extensão, localizada no extremo norte do interior baiano”.

Fonte: Trecho Adaptado - Revista Terra - Novembro de 2004. 

A região descrita acima pode ser caracterizada pela presença do clima semiárido, do rio

a) Jaguaribe e da caatinga
b) Jequitibá e do cerrado.
c) Paraopeba e da caatinga
d) São Francisco e da caatinga
e) São Francisco e do cerrado


Habilidade: H26 - Identificar em fontes diversas o processo de ocupação dos meios físicos e as relações da vida humana com a paisagem
 A resposta Correta é a letra: D



4ª Questão: PUC - RS - Leia atentamente as afirmações que se seguem

I. A região Nordeste é a maior região do país, concentrando mais de 50% da população brasileira.
II. A sub-região nordestina do Sertão é caracterizada pelo clima semiárido, com a predominância de rios intermitentes.
III. A transposição do Rio São Francisco tem causado muita polêmica, pois há temor de que a transferência das águas possa destruir de vez esse ecossistema.
IV. Os maiores problemas sociais do Nordeste estão no Agreste, onde há concentração de miséria associada a subemprego e a baixos salários, principalmente nas metrópoles, como Recife e Salvador.

As afirmativas corretas são, apenas,

a) I e II.
b) I e III.
c) I e IV.
d) II e III.
e) II, III e IV.


Habilidade: H26 - Identificar em fontes diversas o processo de ocupação dos meios físicos e as relações da vida humana com a paisagem
 A resposta Correta é a letra: D




5ª Questão: UFMT - Sobre o rio São Francisco e a discussão que envolve o Projeto de Transposição de suas águas, assinale a afirmativa INCORRETA.


a) Nasce na Serra da Canastra em Minas Gerais, em área de clima tropical, atravessa o sertão semi-árido abastecendo muitas comunidades nordestinas e projetos agrícolas
b) Para levar água até o sertão semi-árido, são necessárias a construção de estações de bombeamento e a abertura de canais e túneis, ou seja, as águas deverão vencer cerca de 300 m de altura (no eixo Leste), tendo em vista os desníveis de terreno.
c) A retirada de águas do médio São Francisco, prevista no Projeto, é para abastecer os rios temporários da região em 4 estados nordestinos: Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará.
d) Sendo esse o rio menos degradado e poluído do Brasil, o Projeto prevê que todas as cidades no arco do polígono das secas sejam abastecidas com água potável após a conclusão das obras
e) A maior parte da energia que abastece os estados nordestinos é gerada em hidrelétricas construídas no rio São Francisco, como Paulo Afonso, Moxotó e Sobradinho



Habilidade: H28 - Relacionar o uso das tecnologias com os impactos sócio-ambientais em diferentes contextos histórico-geográficos

A resposta Correta é a letra: D





6ª Questão – ENEM

SOBRADINHO
O homem chega, já desfaz a natureza
Tira gente, põe represa, diz que tudo vai mudar
O São Francisco lá pra cima da Bahia
Diz que dia menos dia vai subir bem devagar
E passo a passo vai cumprindo a profecia do beato que
dizia que o Sertão ia alagar.


O trecho da música faz referência a uma importante obra na região do rio São Francisco. Uma consequência socioespacial dessa construção foi

a) a migração forçada da população ribeirinha.
b) o rebaixamento do nível do lençol freático local.
c) a preservação da memória histórica da região.
d) a ampliação das áreas de clima árido
e) a redução das áreas de agricultura irrigada.


Habilidade: H28 - Relacionar o uso das tecnologias com os impactos sócio-ambientais em diferentes contextos histórico-geográficos

A resposta Correta é a letra: A

7 comentários:

  1. A desembocadura do Rio Acaraú é do tipo estuário, e não em delta, como citado no texto.
    Ótimo resumo. Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. O Rio Acaraú é de foz delta mesmo. Assim como o Parnaíba e Piranhas.

      Excluir
  2. Obrigada, professor.
    O meu livro de geo é muito resumido...
    O seu resumo é bem completo.

    ResponderExcluir
  3. eu gostei muito dos textos ficou muito bommmmmmm

    ResponderExcluir
  4. Realmente muito bom e aprofundado de uma maneira bem resumida.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...